:. Indique este site a um amigo
Responsável:
:. Novo na área? Leia: Hardware, Redes e Linux para iniciantes


Seções Análises

HOME
    :.  Artigos
    :.  Tutoriais
    :.  Dicas Linux
    :.  FAQ

Livros
    :.  Entendendo e Dominando o Linux
    :.  Kurumin: Desvendando seus segredos
    :.  Dicionario de termos técnicos

    :.  Notícias
    :.  Overclock
    :.  Análises

Publicações
    :.  cd GDH
    :.  cds Mandrake
    :.  cds do Linux
    :.  E-Books
    :.  Cursos Presenciais

Kurumin Linux
    :.  Manual
    :.  FAQ
    :.  Dicas
    :.  Change-log
    :.  Forum
    :.  Download

Outros
    :.  Fórum
    :.  Humor
    :.  Palm
    :.  Quiz
    :.  Cursos online
        :.  Hardware
        :.  Redes
        :.  Gravação de cds
        :.  Notebooks
        :.  Setup


Pesquisar no site:

Siweb

Invista em
conhecimento:
:.cd-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.2 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 cds por R$ 26,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
- Dicionário Técnico de Informática 3ed.
- Entendendo e Dominando o Linux 6ed.
- Manual de Hardware Completo 3ed.
- Redes 3ed
- Upgrade e Manutenção
- Novas tecnologias 3ed.
Todos os e-books por
R$ 8,00

Download livre, pegue só depois de baixar.

:. cds do Linux:
Kurumin+Kokar R$ 15,00
Debian 3.0 rc02 R$ 40,00
Knoppix3.3 R$ 10,00
Slackware 9.1 R$ 14,00
Red Hat 9 R$ 20,00
DemoLinux R$ 10,00
Peanut R$ 10,00
FreeBSD R$ 20,00
NetBSD R$ 20,00
Libranet R$ 10,00
Definity R$ 10,00
E outras distribuições

 


:. Celeron x Pentium III: escolhendo o melhor
(matéria também publicada na revista PC-Gamer, sob autorização do autor)

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 08/07/2000


Se você está pensando em comprar um micro novo, ou então fazer um upgrade e se decidiu por comprar um processador Intel, deve estar se perguntando se seria um bom negócio comprar um Celeron, ou se seria melhor partir logo para um Pentium III.

O Celeron é muito mais barato, essa vai ser a primeira coisa que você irá perceber ao comparar os preços, mas e quanto ao desempenho? Será que o Celeron apresenta uma performance próxima à do Pentium III?

A primeira coisa a entender é que o Celeron é na verdade um Pentium III com menos cache. Sim, existe uma única linha de produção para os dois processadores. A diferença é que os processadores vendidos como Celerons tem parte de seu cache desabilitado ainda em fábrica, de forma a ter um desempenho um pouco inferior ao Pentium III, que vem com todo o cache habilitado. Para confirmar esta afirmação, basta comparar as especificações de ambos os processadores. Veja que tanto o Pentium III com core Coppermine, quanto os novos Celerons de 566 MHz ou mais, possuem a mesma quantidade de transístores. Na verdade é uma forma de vender o mesmo processador, para dois perfis diferentes de consumidor, ganhando em ambos os mercados.

Existem duas famílias de processadores Pentium III, que são chamadas de Katmai e Coppermine. Os processadores com core Katmai são os mais antigos que, como o Pentium II, trazem 512 KB de cache L2 operando à metade da freqüência do processador. Estes processadores foram produzidos em versões entre 450 e 600 MHz, mas atualmente estão fora de linha.

Os processadores Pentium III com core Coppermine são os mais avançados. Estão disponíveis versões de até1 GHz e o cache L2 opera à mesma freqüência do processador e não à metade como nas versões anteriores. Apesar de trazerem apenas 256 KB de cache, contra os 512 KB das versões antigas, estes processadores são mais rápidos, pois neles o cache é muito mais eficiente.

O Celeron também possui variações. Em primeiro lugar temos as primeiras versões, de 266 e 300 MHz que não trazem cache algum. Estes primeiros modelos são muito lentos devido à completa ausência cache, mas felizmente não são mais produzidos.

Todas as versões do Celeron à venda atualmente trazem 128 KB de cache L2, operando à mesma freqüência do processador. As versões de 566 e 600, assim como as recém lançadas versões de  633, 666 e 700 MHz trazem a vantagem adicional de suportarem as novas instruções SSE do Pentium III, o que melhora perceptivelmente seu desempenho em algumas aplicações.

O grande problema do Celeron é que em todas as suas versões é utilizado barramento de 66 MHz, enquanto o Pentium III utiliza 100 ou 133 MHz dependendo da versão. A freqüência do barramento, ou Bus determina a velocidade de acesso à memória RAM. Quanto mais alta for a freqüência, mais rápido será o acesso à memória e consequentemente melhor será o desempenho do sistema como um todo.

Desempenho

Resumindo, o Celeron justifica seu preço mais baixo trazendo duas desvantagens sobre seu irmão mais velho: menos memória cache e acesso mais lento à memória RAM. Para ver o quanto estas desvantagens influenciam o desempenho do processador, vou comentar a seguir alguns testes feitos pelo Anand Lal Shimpi do Anandtech Hardware. Você pode ver mais testes realizados por ele no endereço http://www.anandtech.com:
 


 

O primeiro teste mostra o desempenho dos processadores em jogos 3D. No caso foi usado como referência o desempenho alcançado no Quake III em conjunto com uma placa 3D, em número de quadros gerados por segundo. Veja que devido ao cache menor e acesso mais lento à memória, o Celeron acaba ficando quase 25% atrás de um Pentium III da mesma freqüência, perdendo também para os processadores Athlon e Duron da AMD. Os processadores que aparecem como “Intel Celeron 850/100” são na verdade Celerons de 566 Mhz operando em overclock. Uma das vantagens do Celeron, continua sendo as boas possibilidades de overclock permitidas por ele.

As siglas entre parênteses, como “(BX)”, “(Via 133A)”, etc. indicam o chipset da placa mãe utilizada no teste. Existe uma pequena diferença de performance de acordo com a placa mãe utilizada, que foi levada em consideração.
 
Mais um teste de desempenho em jogos 3D, desta vez utilizando como referência o número de quadros por segundo gerados no Unreal. Veja que os resultados não são muito diferentes do teste anterior, o Celeron continua como lanterninha.

 

 

Finalizando, aqui estão alguns números alcançados no SYSMark, um bench que testa o desempenho dos processadores em aplicativos do dia a dia, como processadores de texto, planilhas, acesso à Internet, etc. Estes números indicam quanto tempo o processador demorará para abrir uma nova janela do Browser, carregar uma página muito carregada com java, gerar gráficos no Excel, etc. Novamente não temos grandes novidades. Desta vez o Celeron de 700 MHz conseguiu superar o Athlon de 500 Mhz.

 

Conclusão

Se você me perguntasse a um ano e meio atrás se deveria comprar um Pentium II ou um Celeron, responderia que o Celeron seria uma melhor opção de custo beneficio sem pestanejar. Porém, atualmente fica difícil recomendar o Celeron. Ele continua sendo uma boa opção para quem quer fazer um upgrade sem gastar muito, principalmente devido ao fato de que por utilizar bus de 66 MHz o Celeron é compatível com a maioria das placas para Pentium II antigas, o que permite na maioria dos casos trocar apenas o processador num upgrade.

Entretanto, se você está montando um micro novo e pode pagar um pouco mais por um processador de melhor desempenho, então um Pentium III ou mesmo um Athlon seriam uma escolha melhor, pois o desempenho destes dois processadores fica bem acima do apresentado por um Celeron da mesma freqüência.

Outro processador que está aparecendo como uma excelente opção é o recém lançado AMD Duron. O Duron é uma versão de baixo custo do AMD Athlon, que traz menos cache L2. Nos EUA, o Duron custa o mesmo preço de um Celeron da mesma freqüência, mas, como vimos nos gráficos, apresenta um desempenho bastante superior. O problema do Duron é que apesar do processador em si apresentar um custo beneficio muito bom, as placas mãe soquete A para ele são mais caras do que as placas mãe soquete 370 para Pentium III e Celeron, o que acaba por equilibrar as coisas na ponta do lápis.
 

 

Sumário,

Intel Celeron

 

Quesito
Nota:
Comentário:
Desempenho
6,0
Apesar de ser baseado na mesma arquitetura do Pentium III, as limitações referentes ao cache L2 deixam o Celeron fora do páreo em termos de perfoermance.
Custo-Beneficio
8,0
O desempenho é ruim se comparado aos demais processadores que temos no mercado atualmente, mas o Celeron é mais barato que um Athlon ou Pentium III do mesmo clock e as placas mãe para ele são mais baratas que as placas para Athlon ou Duron.
Compatibilidade
9.5

Os Celerons de até 533 MHz são compatíveis com praticamente todas as placas mãe para Pentium II e III, incluindo os modelos mais antigos, apesar de em alguns casos ser nescessário um upgrade de BIOS. As versões de 566 MHz ou mais utilizam uma voltagem mais baixa, por isso são compatíveis apenas com placas mais modernas. Caso a placa mãe seja Slot 1 erá nescessário um adaptador soquete 370 / slot 1, que custa na faixa de 15 dólares




:. Imprima este Texto

Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro de revisão no texto?
Escreva para mim: morimoto em guiadohardware.net




  © 1999 - 2004 :. Todos os direitos reservados :.
Melhor visualizado em qualquer browser. Você escolhe o que usar, não nós :-)
"The box said: Requires MS Windows or better, so I instaled Linux"