:. Indique este site a um amigo...
 3284090 visitas desde 28/02/1999  |  Responsável: Carlos E. Morimoto
 :. Novo na área?! Leia nosso tutorial: Hardware para Iniciantes

Seções
Análises :. Saiba tudo sobre o Bluetooth
Relacionados

+ HOME
   :. Análises
   :. Artigos
   :. Cursos Online
       :. Hardware
       :. Redes
       :. Linux (foca)
       :. Gravação CDs
       :. Notebooks
       :. Setup
   :. Livros
      
:. Entendendo e
    Dominando o Linux 4.Ed
   :. Arquivo DDD
   :. Dicionário
   :. FAQ
   :. Notícias
   :. Dicas Linux
   :. Overclock
   :. Tutoriais

+ Publicações
   :. CD GDH
   :. CDs Mandrake
   :. CDs do Linux
   :. E-Books

+ Kurumin Linux

+ Outros
   :. Fórum
   :. Humor
   :. Palm
   :. Quiz

+ Pesquisar no site:

+ Expediente

+ Comente esta
   Matéria

Dúvidas sobre
Linux?
Baixe o E-book
Entendendo e Dominando o Linux
de Carlos E. Morimoto
ou increva-se no
Curso de Linux
em SP


Invista em
conhecimento:
:.CD-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.0 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 CDs por R$ 24,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
Manual de Hardware Completo 3ed.
Redes 3ed
Upgrade e Manutenção
Novas tecnologias 3Ed
Entendendo e Dominando o Linux
Dicionário Técnico de Informática. R$ 8,00

:. CDs do Linux:
Slackware 8.1 R$ 8,00
Red Hat 8.0 R$ 16,00
DemoLinux 3.0 R$ 8,00
Knoppix R$ 8,00
Peanut 9.1 R$ 8,00
FreeBSD R$ 20,00
NetBSD R$ 16,00
Libranet R$ 8,00
Debian 3.0 R$ 35,00
Definity R$ 8,00
E outras distribuições

 

Dicas do dia : Receba as atualizações do Guia do Hardware todos os dias, direto no seu e-mail. Clique aqui para se inscrever.
 

Data: 30.04.2001  :. Em Reformulação!
Tipo: Tecnologia
Por: Carlos E. Morimoto
Contato:

 

   Saiba tudo sobre o Bluetooth

Fios, fios e mais fios. Eles são sem dúvida o meio mais barato de conectar dispositivos, mas nem sempre o meio mais prático, afinal, além de incomodarem, eles limitam a distância máxima. Já foram lançados vários tipos de dispositivo sem fio, desde mouses e teclados até placas de rede, mas até agora vimos apenas tecnologias proprietárias, incompatíveis em sí.

Uma possível exceção é Home RF, uma tecnologia de redes sem fio, que já é relativamente popular e barata, mas que tem um uso mais restrito, limitando-se a redes (pelo menos no padrão atual), enquanto o Bluetooth tem uma idéia mais abrangente, podendo, em teoria, ser usado em qualquer tipo de dispositivo.

Vendo este grande mercado potencial, um consórcio entre a Ericsson IBM, Nokia, Toshiba e Intel criou uma tecnologia de transmissão de dados sem fio, batizada de Bluetooth.

O Bluetooth é uma tecnologia de transmissão de dados via sinais de rádio de alta freqüência, entre dispositivos eletrônicos próximos, que vem sendo desenvolvida num consórcio, que originalmente incluía a Ericsson IBM, Nokia, Toshiba e Intel, mas atualmente já conta com mais de 20 companias.

A distância ideal é de no máximo 10 metros e a distância máxima é de 100 metros. Um dos trunfos da é a promessa de transmissores baratos e pequenos o suficiente para serem incluídos em praticamente qualquer tipo de dispositivo, começando por notebooks, celulares e micros de mão, passando depois para micros de mesa, mouses, teclados, joysticks, fones de ouvido, etc. Já tem gente imaginando um "admirável mundo novo Bluetooth" onde tudo estaria ligado entre sí e à Internet, onde a cafeteira poderia ligar para o seu celular para avisar que o café acabou, ou a geladeira te mandar um mail avisando que está sem gelo... sinceramente acho que existem usos mais úteis para essa tecnologia, mas tem louco pra tudo... :-)

A grande vantagem do Bluetooth é o fato de ser um padrão aberto e livre de pagamento de royalties, o que vem levando muitos fabricantes a se interessar pela tecnologia.

As especificações técnicas do padrão são as seguintes:

Alcance ideal: 10 metros
Alcance máximo: 100 metros (em condições ideais e com ambos os transmissores operado com potência máxima)
Freqüência de operação: 2.4 GHz
Velocidade máxima de transmissão (em condições ideais): 1 Mbps (na prática a transmissão de dados é bem menor, pois estes 1 Mbps incluem os sinais de modulação, além de que nem sempre os aparelhos estarão operando em condições ideais)
Potência da transmissão: 1 mW a 100 mW


:. Aplicações

Segundo as promessas, o Bluetooth é flexível o suficiente para ser usado em quase tudo, mas os primeiros aparelhos a incorporar a tecnologia serão sem dúvida os notebooks, celulares e micros de mão. Tendo em mãos tanto um notebook quanto um celular equipados com transmissores Bluetooth, será possível acessar a Internet usando o celular, editar a lista de telefones do aparelho, baixar os recados, fazer ligações, enviar mensagens de texto, etc. sem precisar ligar fios ou mesmo tirar o celular do bolso, já que os dois estarão em comunicação permanente. Você também poderia, por exemplo, usar o notebook para gravar as suas chamadas de voz.

A mesma praticidade poderia existir entre um palmtop e um celular, ou entre um notebook, ou mesmo um micro de mesa e um palmtop. Você poderia acessa-los instantaneamente a qualquer momento.

Outra aplicação útil poderia ser nas câmeras fotográficas digitais. Conforme a resolução das fotos vem crescendo, a quantidade de memória vem se tornando um problema cada vez maior. Algumas câmeras estão vindo com 64 MB de memória flash (que custa uma fortuna), outras vem usando discos Zip. Já existe até mesmo um modelo que grava as fotos em CD.

Usando o Bluetooth a câmera poderia transmitir as fotos tiradas diretamente para um notebook próximo, ou mesmo posta-las na Internet usando o celular como meio de acesso. As possibilidades são grandes.

Outra aplicação que poderia tornar-se bem popular seriam as redes sem fio. Apesar da velocidade de transmissão do Bluetooth, apenas 1 Mbps ser muito mais baixa do que a permitida pelas redes Ethernet (10 ou 100 Mbps), caso todos os desktops e notebooks passassem a vir com transmissores embutidos, muita gente preferiria utilizar o Bluetooth pela praticidade, já que 1 Mbps já são suficientes para compartilhar uma conexão com a Internet via ADSL ou cabo, e transmitir pequenos arquivos.

Falando em possibilidades, já existe até uma caneta Bluetooth, a Anoto, que transmite tudo o que você escreve, de forma digitalizada, para um PC próximo. Como disse, tem louco pra tudo :-)


:. Como funciona

Numa rede Bluetooth, a transmissão de dados é feita através de pacotes, como na Internet. Para evitar interferências, e aumentar a segurança, existem 79 canais possíveis (23 em alguns países onde o governo reservou parte das freqüências usadas). Os dispositivos Bluetooth tem capacidade de localizar dispositivos próximos, formando as redes de transmissão, chamadas de piconet. Uma vez estabelecida a rede, os dispositivos determinam um padrão de transmissão, usando os canais possíveis. Isto significa que os pacotes de dados serão transmitidos cada um em um canal diferente, numa ordem que apenas os dispositivos da rede conhecem.

Isto anula as possibilidades de interferência com outros dispositivos Bluetooth próximos (assim como qualquer outro aparelho que trabalhe na mesma freqüência), e torna a transmissão de dados mais segura, já que um dispositivo "intruso", que estivesse próximo, mas não fizesse parte da rede simplesmente não compreenderia a transmissão. Naturalmente existe também um sistema de verificação e correção de erros, um pacote que se perca ou chegue corrompido ao destino será retransmitido, assim como acontece em outras arquiteturas de rede.

Para tornar as transmissões ainda mais seguras, o padrão inclui também um sistema de criptografia. Existe também a possibilidade de acrescentar camadas de segurança via software, como novas camadas de criptografia, autenticação, etc.


:. Consumo elétrico

Os dispositivos Bluetooth possuem um sistema de uso inteligente da potência do sinal. Se dois dispositivos estão próximos, é usado um sinal mais fraco, com o objetivo de diminuir o consumo elétrico, se por outro lado eles estão distantes, o sinal vai ficando mais forte, até atingir a potência máxima.

Dentro do limite dos 10 metros ideais, o consumo de cada transmissor fica em torno de 50 micro ampères, algo em torno de 3% do que um celular atual, bem menos do que outras tecnologias sem fio atuais. O baixo consumo permite incluir os transmissores em notebooks, celulares e handhelds sem comprometer muito a autonomia das baterias.


:. Quando estará no mercado?

Os primeiros dispositivos Bluetooth comerciais debutarão nos próximos meses, mas, como todo padrão novo, o Bluetooth ainda é apenas uma promessa. Apesar do fato de ser um padrão aberto garantir uma grande possibilidade de sucesso, ninguém pode dizer com certeza quando isto acontecerá.

As previsões mais otimistas falam em dispositivos Bluetooth sendo produzidos em massa apartir do final deste ano, com um rápido crescimento nos próximos anos.

Atualmente os produtos "disponíveis" são praticamente apenas protótipos, com uma produção bastante pequena. A Intel tem um conjunto de teclado, mouse e joystick, a Motorola tem um transmissor PCMCIA, destinado a notebooks, assim como um modelos USB destinado aos micros de mesa. A Ericsson já fez algumas demonstrações de um fone de ouvido sem fio, assim como do Ericsson T36, o primeiro Celular Bluetooth.


:. Transmissor Bluetooth USB

Vendo o número de companias envolvidas no projeto e o interesse do mercado numa tecnologia sem fio que seja barata e realmente funcione, podemos ver que o Bluetooth realmente tem grandes chances, até mesmo por que até agora o padrão não tem nenhum concorrente à altura, sua adoção dependerá apenas da capacidade dos desenvolvedores em solucionar os problemas técnicos que ainda existem e em produzir os dispositivos a um custo aceitável.

Atualmente, os transmissores Bluetooth são orçados em cerca de 30 dólares por unidade, caso sejam produzidos em escala comercial. Ainda é muito caro, pois somado ao lucro do integrador e outros componentes necessários para fazer o sistema funcionar, resultaria num aumento de cerca de 8% no custo final de um notebook popular, e aumentaria em quase 50% o preço de um Palm IIIe ou de um Celular.

Analistas afirmam, que com o amadurecimento da tecnologia, o custo de cada transmissor poderia cair para cerca de 10 dólares por unidade num futuro próximo. Este seria finalmente um preço competitivo, que permitiria a adoção da tecnologia em larga escala, até lá só nos resta aguardar.


 

© 1999 - 2002 :. Todos os direitos reservados :. Carlos E. Morimoto
Melhor visualizado em qualquer browser. Você escolhe o que usar, não nós :-)