:. Indique este site a um amigo
Responsável:
:. Novo na área? Leia: Hardware, Redes e Linux para iniciantes


Seções Artigos


HOME
    :.  Artigos
    :.  Tutoriais
    :.  Dicas Linux
    :.  FAQ

Livros
    :.  Entendendo e Dominando o Linux
    :.  Kurumin: Desvendando seus segredos
    :.  Dicionario de termos técnicos

    :.  Notícias
    :.  Overclock
    :.  Análises

Publicações
    :.  cd GDH
    :.  cds Mandrake
    :.  cds do Linux
    :.  E-Books
    :.  Cursos Presenciais

Kurumin Linux
    :.  Manual
    :.  FAQ
    :.  Dicas
    :.  Change-log
    :.  Forum
    :.  Download

Outros
    :.  Fórum
    :.  Humor
    :.  Palm
    :.  Quiz
    :.  Cursos online
        :.  Hardware
        :.  Redes
        :.  Gravação de cds
        :.  Notebooks
        :.  Setup


Pesquisar no site:

Cursos Linux
com Carlos E. Morimoto:

Em Porto Alegre:
Curso Entendendo e Dominando o Linux, 48 horas/aula:

Turma 1 - de 30/08 a 23/09, com aulas de Segunda à Quinta, das 18:30 às 21:30.
Turma 2 - (intensivo): de 27/09 a 09/10, com aulas de Segunda à Sexta, das 14:00 às 18:00 e aos Sábados das 09:00 às 13:00.
Turma 3 - de 09/10 a 13/11, com aulas às terças e quintas, das 19:15 às 22:30 e sábados, das 10:00 às 18:00.

Clique aqui para ver mais informações sobre os cursos


Invista em
conhecimento:
:.cd-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.2 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 cds por R$ 26,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
- Dicionário Técnico de Informática 3ed.
- Entendendo e Dominando o Linux 6ed.
- Manual de Hardware Completo 3ed.
- Redes 3ed
- Upgrade e Manutenção
- Novas tecnologias 3ed.
Todos os e-books por
R$ 8,00

Download livre, pegue só depois de baixar.

:. cds do Linux:
Kurumin+Kokar R$ 15,00
Debian 3.0 rc02 R$ 40,00
Knoppix3.3 R$ 10,00
Slackware 9.1 R$ 14,00
Red Hat 9 R$ 20,00
DemoLinux R$ 10,00
Peanut R$ 10,00
FreeBSD R$ 20,00
NetBSD R$ 20,00
Libranet R$ 10,00
Definity R$ 10,00
E outras distribuições

 


:. O Desconhecido MSX

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 Setembro de 2000


Pergunta pra quem é expert em computadores: O que é MSX? Pra os mais novos certamente uma palavra digitada errada, "não seria MMX?".
Para os mais veteranos sairiam respostas do tipo "um micro da década de 80 que tinha como dispositivo de armazenamento uma fita K7 usando datacorder", ou talvez "um micro de 8 bits que chegou no máximo a usar drive 5 1/4 e tinha muitos joguinhos com até 16 cores, não era capaz de usar mouse, foi abandonado na decada de 90 e hoje no máximo é peça de museu".
Quem ainda pensa assim deve se preparar para o que vai ler, e após a leitura deve visitar o site com real video que foi criado justamente para fazer o "veja pra crer".
Pra mim vai ser dificil resumir 10 anos de evolução submergida perante vossos olhares, pois é assim que tem sido, e só estou aqui pra dar meu testemunho graças a internet, senão eu seria mais um dos veteranos citados acima.

Vocês vão entender tudo muito rápido em relaçao ao que aconteceu aqui no Brasil. Existe uma história em que o diretor da Gradiente de São Paulo foi a Manaus para verificar o parque de produção do nosso conhecido Expert 1.1 que possui uma arquitetura criada no Japão. Bom, ao chegar em Manaus, conversando com os técnicos e engenheiros de lá este diretor pergunta como é que se usa e se configura este computador, a resposta dos técnicos surpreende: "esperávamos que o Sr. nos ensinasse!". Foi mais ou menos assim. Ou seja, desde o desembarque dessa tecnologia aqui no Brasil, o brasileiro nunca soube nada desse sistema e no entanto sempre pensou saber, baseado em manuais superficiais por gente que tambem no máximo relutava para traduzir os manuais japoneses e europeus. Informação sobre os 2.0, 2+ e Turbo-R?, nada!.
Os PCs ja estavam em produção desde meados de 1981 e no final da década de 80 começam a ficar acessíveis ao público (essa história voces sabem, vou pular). Veio o diferencial HD, depois drive 3 1/2, depois CD e aí fica fácil, se voce "sabe" que aquele MSX não recebe isso, voce parte pro PC que saiu do escritorio para casa.

É tudo enganação, o PC não foi o primeiro computador a ter drive 3 1/2, nem foi o primeiro a ter CD-Rom. Quem foi que lançou o drive 3 1/2???, a Sony certo?, e a Sony fabricava o que em informática? MSX. A philips lançou seu primeiro CD-Rom em 1986 na holanda, e adivinha qual era o computador que usava? MSX. Revendo a história do MSX: http://members.fortunecity.com/italo_valerio/msxhist.htm vemos que esse era o consórcio criado para fabricação dos primeiros MSXs no mundo, que foram sucesso na Europa, Japão e Brasil, reuniam estas marcas (Sony, Panasonic, Pioneer, Philips, Daewoo, JVC, Casio, Mitsubishi e outras). A entrada da Gradiente e Sharp na produção de MSXs aqui no Brasil hoje é questionada mas isso fica pra depois. Naquela época, sem internet e sem nada mais rápido para se informar, tudo isso
passou despercebido até hoje.

Pulando 10 anos...

Hoje acontece algo inédito, quando eu pensei que tudo tinha acabado, que meu simplorio MSX 1, com drive 5 1/4 na época, havia morrido, que eu jamais encontraria algo novo pra ele me deparo com a internet e encontro coisas alucinantes (demais até), novos programas, novas placas mais rápidas e aí veio a pergunta, quem está fazendo tudo isso se a ultima safra de MSXs foi o modelo Turbo R 16bits Panasonic em 92~93 no Japão???. Os próprios "garotões" que hoje tem conhecimentos em engenharia da computação, programação e projetos, que conhecem diversas tecnologias. Fica a questão, de que adianta isso se não trocar todos os processadores e nao colocar 128MB de memoria?... Essa é a parte surpreendente e onde eu revi a forma de olhar para a tecnologia, com desconfiança. Até onde o que sabemos faz diferença?, sabemos demais ou "de pouco"?. O impossivel é possivel?

O MSX 1 da década de 80 não entrava em rede, hoje entra e melhor, o recurso de hardware estava onboard desde o inicio (ver joynet), não era capaz de abrir uma home page e mesmo hoje era tido como impossivel, hoje o 1.1 abre e rápido. Os programas feitos para empresas eram lentos em basic e no máximo chegavam a algumas centenas de registros, hoje ele
mesmo abre milhares de registros e rápido (pros padroes atuais e nao da época). Ouvir WAV no MSX 1 é possivel hoje, assistir 10 segundos de video com audio e video a 10FPS hoje já foi feito. "Mas isso não ganha do PC..." chegaremos lá.

Todas essas experiências com o MSX-1 valem como laboratório, como prova de que sempre sub-utilizamos equipamentos dia após dia. Video é coisa pesada desde os primordios da computacao, e com som... 10 FPS com audio
a 11KHz, 8bit até um 486-100 dá engasgos com 16MB de memória, e o MSX1? 16K Vram, 256K Ram, 3,58MHz clock e sem HD e sem CD, só via drive 3 1/2. Isso impressiona, a mim e a quem viu impressionou.

Até agora só falei do 1, se sub-utilizaram o MSX-1, por demais sub-utilizaram o 2+, algo como usar um P-III completo pra dar boot no disquete.
Realmente se voce pega um 2+ sem nada, liga na tomada voce ve o mesmo que veria em um 1.1, só acharia legal a tela de abertura ao ligar. E aí?, lembra que nós brasileiros nao sabemos de nada dele?. Pela internet e com ajuda de contatos de SP, RJ e MG comprei alguns inocentes disquetes 3 1/2 que quando dão boot, a sensação é a de ter colocado um CD. Músicas, animaçoes 3D, textos, a pura multimidia que só conhecemos com os 486, e isso não mais a 16 cores e sim 19268 cores.
Sempre ouvi falar que isso e aquilo é impossivel neles, no entanto a abertura dos japoneses e dos europeus sobre as instrucoes informações até então secretas fizeram o mundo redescobrir o sistema. Porque que só os holandeses e europeus eram capazes de demonstrar animações com músicas que fazem inveja a muitos PCs em um 2+ equipado com o minimo disquete 3 1/2, dá pra fazer mais?. Surgem a Sunrise (Suiça), a CIEL (Brasil), O Leonardo Padial(Espanha), a ESE (Japao) e outros grupos que provam que sim.

Só vou publicar isto porque estou com a configuração pra isso bem aqui a meu lado (2+ com HD, CD-rom IDE, mouse, placa de som FM-music, em gabinete mini-torre..) e só assim não sou chamado de "pescador". Em aproximadamente 10s depois de ligado o gabinete surge na tela o MSX Windows 2000 (não confundir com o Windows 2000 da Microsoft), clico em START e uso da mesma forma que o windows da MS, escolho o programa S-point 98 e estou pronto pra dar uma palestra com telas totalmente graficas com direito a fotos e efeitos de transição. Saio do SP98 e abro o WMBplayer que toca musicas midi com qualidade muito parecida com o que vemos em wav no PC, escolho em programas->Videos EVA->Natal-RN->Natalrn e assisto um filme com 3 minutos de duração sobre o turismo na cidade de Natal a 10FPS e 15,75KHz de amostragem....
Bom, basicamente é isso, e como tem muita coisa a ser feita existe a MSXBR-L que reune um grupo de especialistas em tecnologia (PC, MAC, SUN, MSX,...) que discutem acompanhando a lista internacional as evolucoes em soft e hard o que faz alguns até dizerem "MSX 4 ever". Bom, sobreviveu e atualizou-se sem as multinacionais até hoje.

Ainda tem muita gente que pensa que quem está envolvido com esse sistema é colecionador, saudosista. Podem continuar pensando assim, mas então o que é que eles estão fazendo implantando processadores 32 bits, acelerando processamento, produzindo novos softs cada vez mais otimizados, abrindo a arquitetura para os novos perifericos (LS120, DVD, ZIP...). Não era pra eles estarem falando só de joguinhos de 1987?.

Em real video: http://members.fortunecity.com/italo_valerio/msxmenu.htm
Veja mais informaçõessobre MSX em: http://members.fortunecity.com/italo_valerio/




:. Imprima este Texto

Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro de revisão no texto?
Escreva para mim: morimoto em guiadohardware.net



  © 1999 - 2004 :. Todos os direitos reservados :.
Melhor visualizado em qualquer browser. Você escolhe o que usar, não nós :-)
"The box said: Requires MS Windows or better, so I instaled Linux"