:. Manutenção: Defeitos no Processador

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 Janeiro de 2001

Manutenção: Defeitos no processador?

Ao contrário de outros componentes, como por exemplo os discos rígidos os CD-ROMs, onde é muito comum componentes já bem rodados apresentarem defeitos, é raro um processador chegar a queimar, mesmo quando usado por anos a fio. O defeito mais comum apresentado pelos processadores é o superaquecimento.

Como a maioria dos dispositivos elétricos, um processador gera uma quantidade considerável de calor, consequentemente necessitando de refrigeração adequada. Na falta desta, o processador pode facilmente se superaquecer, fazendo com que o micro trave. O processador vai aquecendo até o ponto em que simplesmente para de funcionar.

Ao reiniciar o micro, o equipamento funcionará normalmente por algum tempo e travará de novo. E assim será até que o problema seja resolvido. Em casos menos patológicos pode ser que o micro só trave em dias muito quentes, ou quando é rodado um aplicativo mais pesado, um jogo de última geração por exemplo.

Lógico que o micro pode travar por muitos outros fatores, que vão de aplicativos mal escritos a defeitos em outros componentes, como na memória RAM, mas no caso dos travamentos causados por superaquecimento do processador é fácil perceber, pois o micro ficará congelado do nada, ou simplesmente reiniciará sozinho de forma aleatória.

O resfriamento adequado do processador é feito por dois componentes, o cooler e a pasta térmica. O cooler é composto pelo dissipador metálico e pelo ventilador que são fixados sobre o processador, enquanto a pasta térmica é uma pasta branca que deve ser colocada em pequena quantidade entre o processador e o cooler, de modo que a transmissão de calor entre os dois seja perfeita.

Existem dois ótimos programas para detectar tanto defeitos no processador, quanto problemas de superaquecimento:

O Stability-Test: se encarrega de fazer um check-up geral no processador, cache e memória RAM, detecta qualquer tipo de erro nestes componentes. é muito útil se você fez overclock e quer saber se o seu processador está totalmente estável, ou se você está desconfiado de um possível defeito num destes componentes. O teste dura várias horas, mas você pode usar o micro normalmente durante o teste.

O CPU Burn foi desenvolvido para exigir o máximo do processador, testando sua estabilidade. Ao ser executado o programa, aparecerá apenas um janela DOS com o cursor piscando, deixe o programa rodar por pelo menos uns 20 minutos (quanto mais tempo melhor). Caso neste tempo o micro trave, ou o programa feche sozinho, então é melhor caprichar mais no resfriamento do processador, pois os mesmos travamentos poderão ocorrer em outros aplicativos.

Outro programa útil é o WCPUID detecta a freqüência real de operação do processador com uma incrível precisão, dando inclusive outros detalhes, como a quantidade de cache L1, modelo e série do processador e até mesmo informação sobre o slot AGP da placa mãe.

Apesar da grande utilidade, os três programas são freeware e podem ser baixados apartir da área de download do meu site:
http://www.guiadohardware.net/download/