:. A Origem do PC

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 Janeiro de 2001

Você já teve curiosidade em saber de onde afinal veio o primeiro PC? Hoje em dia, o PC tornou-se um padrão na indústria, vários fabricantes produzem componentes e programas, mantendo o desenvolvimento da arquitetura. Na hora de montar um micro, basta escolher entre os componentes e programas disponíveis. Mas, a 20 anos atrás, o PC nada mais era do que um modelo de computador pessoal produzido pela IBM, um aparelho bastante primitivo, que usava como processador um tal de 8088, alguém já ouviu falar dele?

Atualmente, os processadores recebem nomes código, como "Pentium", "Athlon", "Celeron", etc. Mas, quando a Intel iniciou sua produção de microprocessadores, estes recebiam apenas números como identificação. O primeiro microprocessador lançado pela Intel, na verdade o primeiro microprocessador do mundo, lançado em 1971, chamava-se 4004, era um projeto extremamente simples, quase uma mera calculadora. Em seguida foram surgindo vários chips mais avançados, destinados principalmente aos computadores mais caros, vendidos para empresas.

Mas, no final da década de 70, já existiam muitos micros destinados ao mercado doméstico, a maioria ainda usava antiquados processadores de 8 bits e não tinham muitas aplicações práticas, mas mesmo assim fazia um relativo sucesso. Foi então que a Intel resolveu começar a ganhar dinheiro também neste segmento, lançando dois processadores, o 8086 e o 8088, semelhantes em recursos.

O 8088 acabou sendo o adotado pela IBM para equipar o seu primeiro computador pessoal, o "IBM PC", lançado em 81. Se os micros atuais fossem carros, este primeiro PC seria uma carroça, com rodas de madeira e tudo :-) Vinha com meros 64 Kbytes de memória RAM e sem disco rígido. O monitor era um MDA mono de 12 polegadas. Se você nunca ouviu o termo, o MDA era um padrão primitivo de monitores, antecessor dos monitores CGA, aqueles de tela verde que foram muito usados nos micros XT e 286. Apesar de hoje em dia esta configuração soar como uma piada de mal gosto, o IBM PC fez um grande sucesso na época.

Depois do PC original, foram surgindo várias versões mais incrementadas, baseadas no mesmo processador 8088. Surgiu então o famoso PC-XT, famoso até hoje. Os XTs eram equipados com mais memória RAM, alguns vinham com até 640 KB de memória. Aliás, uma frase célebre do mundo da Informática, foi dita por Bill Gates naquela época: "Por que alguém precisaria de mais de 640 KB de memória RAM?" :-)

Naquela época, o meio mais usado para armazenar programas eram os disquetes de 5,25 polegadas de 360 KB. Os discos rígidos ainda eram artigo de luxo, um disco de 10 MB chegava a custar mais de 2,000 dólares.

Atualmente, um XT não tem valor de mercado, é possível encontrar XTs funcionando à venda até por 50 reais, afinal, em plena era dos Games 3D é complicado encontrar utilidade prática para um equipamento tão obsoleto. De qualquer forma, o XTzão já teve seus dias de glória.