:. Evolução dos Processadores

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 16/03/2001


Desde o primeiro processador do mundo, o 4004 da Intel, lançado em 1971, os processadores evoluíram assustadoramente. Os processadores não foram apenas os componentes dos computadores que mais evoluíram, mas sim o dispositivo que evoluiu mais rápido em toda a história da humanidade. Não é à toa que o transistor foi considerado a invenção do século.

O grande segredo para esta evolução vertiginosa pode ser contado em uma única palavra: miniaturização. Foi justamente a miniaturização dos transístores que permitiu criar o circuito integrado, em seguida o microchip e continuar permitindo criar processadores com cada vez mais transístores e operando a freqüências cada vez mais altas.

Para você ter uma idéia do quanto as técnicas de construção de processadores evoluíram, o 8088 possuía apenas 29,000 transístores, e operava a apenas 4.7 MHz, enquanto o Pentium 4 tem 35.000.000 de transístores e opera a até 1.5 GHz.


Número de transístores:

8088 (1979) - 29.000
286 (1982) - 134.000
386 (1985) - 275.000
486 (1989) - 1.200.000
Pentium (1993) - 3.100.000
Pentium MMX (1997) - 4.300.000
Pentium II (1998) - 9.500.000
Pentium III (Coppermine) - 21.000.000
Pentium 4 (2000) - 35.000.000


O primeiro transístor, criado no início da década de 50, foi feito a mão e media quase 5 centímetros. Depois de algum tempo, passaram a construir transístores usando silício e desenvolveram a litografia óptica, técnica utilizada até hoje, que usa luz, máscaras e vários produtos químicos diferentes para esculpir as camadas do transístor, permitindo alcançar nível incríveis de miniaturização.


O primeiro transístor

Veja agora uma tabela com o tamanho dos transístores usados em cada processador.

O Primeiro transístor
(década de 50) : 5 centímetros
Intel 4004 (1971) - 15.00 mícron
8088 (1979) - 3.00 mícron
486 - 1.00 mícron
Pentium 60 MHz - 0.80 mícron
Pentium 100 MHz - 0.60 mícron
Pentium 166 MHz - 0.40 mícron
Pentium 166 MMX - 0.35 mícron
Pentium III 350 - 0.25 mícron
Celeron 366 (soquete) - 0.22 mícron
Pentium III Coppermine - 0.18 mícron
Pentium 4 - 0.18 mícron
Athlon Thunderbird - 0.18 mícron
Cyrix III - 0.15 mícron
Pentium III Tualatin - 0.13 mícron
Athlon Thoroughbred - 0.13 mícron
Até 2005 (segundo a Intel) - 0.07 mícron
Até 2010 (segundo a Intel) - 0.03 mícron

Um mícron equivale a 1 milésimo de milímetro, ou a 1 milionésimo de metro.


:. Aprenda como os processadores são fabricados:

https://guiadohardware.info/tutoriais/historia/1-a_evolucao.asp