:. Uma força no upgrade

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 08/10/2001


Qual seria a sua escolha se tivesse um Pentium II e pretendesse montar um novo PC? Qual seria a melhor configuração? Athlon, Duron ou Pentium 4? DDR ou SDRAM? RAID? Vale à pena esperar pelo nForce?


"Olá Morimoto,
Sou visitante assíduo do site Guia do Hardware, parabéns pela iniciativa e qualidade do trabalho.

Estou com uma dúvida bastante complicada. Por isso resolvi escrever esse e-mail. Quem sabe você tem tempo aí pra me dar uma ajuda, acho que seria até bacana pra você colocar essa dúvida como tema pra um artigo, uma dica do dia, etc... porque acredito que muitos podem estar passando por uma situação se não igual, parecida, aí quem sabe você poderia "perder" esse tempo com isso... :-)"

Oi Alan. E eu que achava que escrevia bastante. Esse seu e-mail é um épico :-) Mas vamos ver no que posso ajudar.


"Minha configuração é a seguinte:

Pentium II 300 MHz SL2YK
Mobo Dual M720 chipset LX

64 MB RAM PC 66
3DFX Voodoo 3 2000 AGP
HD 17 Quantum
HD 4.3 Seagate
HD 1.2 Quantum (Linux)
CD-ROM 32 X
SB AWE32 ISA
Rede 10/100
LG StudioWorks 775N
ADSL Router Alcatel Speed Touch Pro @ 256k


Pois é, eu estou pensando em fazer um upgrade na minha máquina, e ao mesmo tempo (ou em futuro próximo) colocar uma segunda máquina em rede para poder compartilhar recursos, com destaque para Internet em banda larga. Pois bem, eu tenho disponível para compra uma placa-mãe Asus P2-99 (chipset ZX), aí pensei em comprá-la, espetar o meu PII nela e overclocá-lo para uns 450 (a série SL2YK é tão overclocável quanto a legendária 8W.. :-). O cara me pediu R$ 150,00 na mobo. Então o que eu faria era ficar com essa máquina até chegar um nForce com preços razoáveis, montar a outra máquina e compartilhar a net entre o PII e o Athlon."

Apesar da P2-99 ser uma placa bem ultrapassada, 150 reais realmente não está caro. Mas eu não concordo que valha à pena gastar tudo isso apenas para conseguir fazer um overclock no processador. A menos claro que você conseguisse trocar a placa pela que está usando atualmente.

O nForce realmente promete para o futuro, mas por enquanto é apenas uma promessa. Por um lado as placas baseadas no nForce 420 (a versão mais cara) terá um vídeo onboard com um desempenho próximo ao de uma GeForce MX400, mas por outro lado as placas com o nForce serão um pouco mais caras que a média e as GeForce vêm caindo de preço com o lançamento de placas mais rápidas. Quando o chipset realmente sair pode não ser bem o negócio da China que você está esperando


"Estava quase fechando o negócio quando eu vi o preço do processador Duron. Puxa... aqui em BSB posso comprar um 850 MHz por US$ 63,00! O problema é a mobo, claro... as disponíveis por aqui são a Asus A7V133 (US$ 161,00) e a MSI 6330 (US$ 115,00). Comprando o Duron (ou quem sabe Athlon) o que eu faria seria ficar com essa máquina até aparecer uma opção legal, quem sabe o próprio nForce, mas daria pra esperar mais e recuperar a grana, risos), aí eu montaria a outra máquina mais parruda, quem sabe um Athlon >= 1.2 GHz e ficaria com essa rede.

A diferença de preço entre as versões antigas do Athlon e o Duron está pequena. De qualquer forma, o desempenho dos Thunderbirds antigos e dos Durons com core Morgan também é muito parecido, por isso qualquer uma das escolhas é valida.

Mas, os Durons antigos, de 750 ou 800 MHz estão muito baratos. Na minha opinião eles são as melhores escolhas (em 08/10/2001, apenas para o caso de alguém ler isso daqui a um ano... :-), pois a economia de quase 100 dólares compensa os 200 MHz a menos e de qualquer forma sempre existe a possibilidade de atualizar o processador mais tarde, aproveitando a placa mãe.


"Pedi umas opiniões para o pessoal do fórum, uns disseram pra comprar a A7V133, outros falaram pra eu esperar o KT266A, comprar placa DDR. Por outro lado, outros defendem, com justiça, a posição de que a memória DDR não está justificando o preço que tem, que o ganho de performance não passa de 10%.

Aí eu fico no meio do fogo cruzado. Esperar por uma tecnologia no forno, ou comprar uma já disponível (133 SDRAM vs. DDR)? E os preços do tal KT266, como serão? E o dólar, vai subir? OK, eu sei que ninguém sabe essas respostas! :-)

A A7V133 suportará minha Voodoo3 AGP? Pretendo mantê-la por um tempo, até comprar uma GeForce da vida?"

O desempenho das placas com memórias DDR vai continuar aumentando em relação às placas com memórias SDR, principalmente por que cada vez mais os fabricantes vem estudando o desenvolvimento de placas dual-DDR, como no nForce.

O grande problema é que as placas atuais ainda não apresentam esse ganho todo e um pente de memória DDR de 256 MB custa 50 dólares a mais do que um de memória PC-133. Ok, comprar uma placa DDR traria a vantagem de poder aproveitar o módulo de memória no próximo upgrade, mas daqui a dois anos as memórias vão estar custando numa ninharia, nem vai valer à pena aproveitar o módulo antigo. O mais caro, que é a placa mãe, você terá de trocar de qualquer forma.

Se você tiver dinheiro para montar um Athlon 1.4 e quiser o melhor desempenho possível (neste caso você provavelmente teria um pai rico para pagar a conta :-) então use DDR e seja feliz, se for ficar com o Duron e um PC de baixo custo, então as memórias comuns ainda são a melhor opção.


"Enfim, qual a sua opinião com relação a esse upgrade? P2 300 @ 450, Duron ou Athlon? Mesmo escolhendo o upgrade pra P2-99, gostaria que falasse a respeito das coisas que envolveriam o upgrade pra Duron/Athlon. Qual seria a melhor opção? A A7V133 suportará o Palomino? Como é o som onboard dela comparado ao da AWE 32? Ela "cabe" num gabinete ATX de 3 baias? Daria pra overclocar um Duron 850 nela legal, sem muita complicação, só aumentando o barramento? Pra quanto? Posso mesmo colocar 8 dispositivos IDE nela? Seria melhor colocar um Athlon de sei lá... uns 900 MHz? (US$ 99,00, já é razoavelmente mais caro...)"

A A7V133 suportará o Palomino sim, você só precisará atualizar o BIOS quando for disponibilizada uma nova versão para que a placa reconheça corretamente o processador e ative o suporte às instruções SSE, como na maioria das placas soquete A atuais.

A AWE 32 não serve mais de parâmetro como placa de som, até mesmo os chipsets AC"97 que equipam a maioria das placas com som onboard têm mais recursos que esta placa. Mas, de qualquer forma você não poderia usa-la pois a A7V133 (assim como praticamente todos os modelos atuais) não tem slot ISA.

Se for o caso, você pode adquirir uma A7V133-M, que vem com som onboard Creative, o problema é que esta versão tem apenas três slots PCI, além do AGP e não suporta RAID como a A7V133 "original". Esta, assim como outras placas com RAID, tem 4 interfaces IDE, duas para criar o sistema RAID, com até 4 HDs e as duas interfaces IDE normais, o que permite usar até 8 dispositivos IDE se quiser.

A minha recomendação é que você mantenha o Pentium II na configuração atual e monte um Duron usando a placa mãe de sua escolha e uma GeForce MX400 externa. No final das contas, vai sair até mais barato do que trocar a placa do Pentium II agora e mais pra frente montar outro micro usando uma nForce.


Asus A7V133