Guia do Hardware.Net



http://www.guiadohardware.info/
http://www.guiadohardware.net/
-
   
  Responsável: Carlos E. Morimoto
:. Indique este site a um amigo...
   :. Novo na área?! Leia nosso tutorial: Hardware para Iniciantes
  :. Pesquisar no site:  

Seções
Artigos :. Apresentação do Hammer
Relacionados

+ HOME
   :. Análises
   :. Artigos
   :. Cursos Online
       :. Hardware
       :. Redes
       :. Linux (guia)
       :. Linux (foca)
       :. Gravação CDs
       :. Notebooks
       :. Setup
   :. Arquivo DDD
   :. Dicionário
   :. Downloads (Redir)
   :. FAQ
   :. Notícias
   :. Linux
   :. Mini-Reviews
   :. Overclock
   :. Tutoriais

+ Publicações
   :. CD GDH
   :. CDs Mandrake
   :. CDs do Linux
   :. E-Books

+ Outros
   :. Drivers
   :. Fórum
   :. Humor
   :. Colunas
   :. Manuais
   :. Palm
   :. Quiz

+ Cursos

+ Comentários e
   Sugestões

+ Pesquisar no site:

+ Expediente


Invista em
conhecimento:
:.CD-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 8.2 GDH, com manual em Português e aplicativos 4 CDs por R$ 20,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
Manual de Hardware Completo 3ed.
Redes 3ed
Upgrade e Manutenção
Novas tecnologias 3Ed
Entendendo e Dominando o Linux
Dicionário Técnico de Informática. R$ 8,00

:. CDs do Linux:
Slackware 8.1 (1 CD)
R$ 8,00

Red Hat 7.3 (3 CDs)
R$ 16,00

Conectiva 8.0 (2 CDs)
R$ 12,00

DemoLinux 3.0 (1 CD)
R$ 8,00

FreeBSD 4.5 (4 CDs)
R$ 20,00

Libranet 1.91 (1 CD)
R$ 8,00

Debian 2.2r6 (3 CDs)
R$ 16,00

E outros...

 

Dicas do dia : Além de nos visitar, você pode receber as atualizações do Guia do Hardware todos os dias, direto no seu e-mail. É quase como um jornal diário, que fala apenas sobre Informática. Clique aqui para se inscrever.
 

Data: 06.03.2002  :. Em Reformulação!
Tipo: Informações
Fabricante: Não se Aplica
Por: Carlos E. Morimoto

 

   A primeira apresentação do Hammer

Claro que esta solução também tem seus pontos fracos, pois além de aumentar o número de pentes de memória necessários, faz com que os dados se repitam na memória controlada por cada processador. Além disso, passa a ser necessário um sistema bastante complexo de verificação para detectar qual processador possui os dados mais recentes em cada situação e transferí-los para o processador que precisar deles para concluir uma operação qualquer. Além de aumentar a complexidade (e o custo) da placa mãe, esta solução também causa teoricamente, uma pequena diminuição na performance. Ou seja, é preciso pesar na balança o ganho de desempenho com os barramento exclusivos com a perda causada pela constante checagem dos dados.

O Hammer não será um processador destinado a atingir frequências de operação tão altas quanto o Pentium 4, pelo contrário, ele possui os mesmos 12 estágios de pipeline que o Athlon (contra 20 estágios do Pentium 4). Isto significa que o processador será capaz de processar mais instruções por ciclo, graças a todas as melhorias, mas em compensação não será capaz de atingir frequências de operação muito altas.

Se o Hammer de 2.0 GHz receberá o índice 3400+, significa que o desempenho por clock será cerca de 26% superior ao de um Athlon XP (pelo menos segundo as contas da AMD) já que um Athlon XP 3400+ deveria operar a aproximadamente 2.8 GHz.

Segundo o último RoadMap da AMD a primeira versão do ClawHammer, sem suporte a SMP será lançada entre o final de 2002 e o início de 2003, seguida pelas versões do ClawHammer com suporte a SMP e das primeiras versões do SledgeHammer, que serão lançadas durante o primeiro semestre de 2002. Toda esta primeira safra será fabricada numa técnica de 0.13 mícron, com SOI, na mesma fábrica usada para a produção dos processadores Athlon com core Barton (o sucessor do Thoroughbred produzido atualmente), mas no segundo semestre de 2003 o ClawHammer passará a ser produzido numa técnica de 0.09 mícron.

Mais uma novidade é que todos os processadores da série Hammer utilizarão um dissipador metálico, uma proteção contra danos mecânicos, semelhante ao usado no Pentium 4:


Fotos publicadas pelo
http://www.watch.impress.co.jp



Esta proteção é necessária, pois o Hammer terá mais que o dobro de transístores que o Athlon, o que significa mais que o dobro de calor por ciclo de clock. Isto nos obrigará a usar coolers muito grandes e pesados (principalmente no caso dos de cobre) nas versões mais rápidas do Hammer, que poderiam quebrar facilmente o core caso ele ficasse exposto como no caso do Athlon.

Os processadores da apresentação rodavam sobre um protótipo de placa mãe desenvolvido pela AMD, batizada de Solo 2. Esta placa não traz nenhum recurso muito especial, de incomum temos apenas o suporte a USB 2.0 (os três conectores coloridos ao lado da porta da impressora) e o conector ATX12V, como os usados pelo Pentium 4, que adiciona o pré-requisito de uma fonte de alimentação com o conector extra:


Foto publicada pelo http://www.tomshardwareguide.com


Falta agora esperar o lançamento dos processadores, para que finalmente possamos ver como ficará o desempenho. A migração dos aplicativos de 32 para 64 bits será gradual, assim como até hoje ainda usamos muitos programas de 16 bits, apesar do 386 ter sido lançado em 85. Ou seja, para um usuário doméstico não haverá nenhuma urgência em migrar.

Por outro lado, além dos servidores de banco de dados os aplicativos de edição de vídeo e multimídia em geral poderão ter ganhos consideráveis de desempenho graças à arquitetura de 64 bits. Aplicativos especializados, como o 3D Studio, Photoshop, etc. serão os primeiros a ganhar versões de 64 bits e até lá o Windows de 64 bits também estará pronto. No caso dos aplicativos Linux a migração será mais fácil, pois bastará recompilar os programas utilizando o compilador compatível com as instruções do Hammer que já está disponível. Isto pode ser feito tanto pelo desenvolvedor ou distribuidor do programa quanto pelos próprios usuários, pelo menos no caso dos aplicativos de código aberto.


« Voltar .: | :. Home »


Versão para imprimir

Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro de revisão
no texto? Escreva para mim:

 

© 1999 - 2002 :. Todos os direitos reservados :. Carlos E. Morimoto

Braslink