:. Mais notícias sobre o Lindows

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 21/01/2002


O Lindows promete rodar aplicativos Linux e Windows. O marketing até faz pensar que se trata de um novo sistema operacional, mas não se engane, o Lindows nada mais é do que mais uma distribuição Linux, que traz como diferencial uma versão aperfeiçoada do Wine, que promete rodar um número maior de programas.

O Lindows é baseado no Xandros (http://www.xandros.net), que por sua vez é baseado no antigo Corel Linux, que foi um marco de amigabilidade na época em que foi lançado.

O Xandros ainda está em estágio Alpha, mas a grande preocupação no desenvolvimento é criar uma distribuição o mais amigável possível para fisgar clientes corporativos interessados em migrar para o Linux, que também é uma das idéias fundamentais do Lindows. A versão final do Xandros foi prometida para o primeiro semestre deste ano, por enquanto o Lindows está sendo desenvolvido sob o código da versão disponível.

O primeiro preview do sistema foi lançado no final de Janeiro, mas não chegou a ter uma grande repercussão, o único site importante que chegou a fazer um review foi o Newsforge.com.

Como era de se esperar o Lindows ainda está muito longe de estar completo. Este preview serve mais como uma amostra de que realmente estão trabalhando no sistema do que uma garantia de que ele irá funcionar bem.

Por enquanto é muito pouco. O Lindows é capaz de rodar vários programas, entre eles o Word, o Power Point, Outlook e o IE 5, mas apenas caso o Windows, junto com os programas esteja instalado numa partição do HD. Sem o Windows o nível de compatibilidade cai muito e o Lindows passa a rodar praticamente os mesmos programas que é possível rodar em qualquer outra distribuição Linux com a ajuda do Wine, entre eles alguns jogos (Diablo II, Starcraft, Half Life, entre alguns outros), o Opera, um dos poucos programas que instala e roda sem problemas. As únicas adições importantes foram o Media Player 6.4 e do Real Player 8, que atualmente não rodam no Wine, mas rodam no preview do Lindows. No screenshoot abaixo, publicado pelo newsforge ele está rodando o Word 2000, em conjunto com alguns aplicativos linux:


Poucos programas podem ser diretamente instalados, quase sempre o instalador fecha no meio da instalação. O único programa que consegui instalar com sucesso no Wine foi o Opera 5, e no Lindows não é muito diferente. O nível de compatibilidade deve melhorar bastante nas próximas versões do Wine e naturalmente também na versão final do Lindows, mas é difícil de imaginar que ele possa, num futuro próximo, rodar a maior parte dos programas para Windows como prometido.

Para instalar o Lindows basta dar boot pelo CD-ROM, ou abrir diretamente o executável a partir do Windows 98. A instalação é bastante simples, com pouco espaço para personalização. Caso o sistema seja instalado em dual boot com o Windows, o iniciar mostrará também todos os programas Windows que estiverem instalados, mas naturalmente nem todos funcionarão. Para executar um programa Windows, basta clicar sobre ele através do gerenciador de arquivos.

O custo da simplicidade são várias graves brechas de segurança. Em primeiro lugar o Lindows roda adequadamente apenas com o usuário logado como root. De fato, nem é dada durante a instalação a opção de criar mais usuários. Isto abre espaço para inúmeras brechas de segurança dentro dos programas Linux e, para complicar, além de rodar programas, o Lindows é capaz de rodar também uma boa parte dos vírus e trojans para Windows, inclusive os que exploram as falhas do Outlook. Mesmo que na versão final consigam rodar algum antivírus for Windows, os usuários estarão extremamente vulneráveis, muito mais do que estariam rodando o Windows 98 ou XP.


Some a isto a natureza da empresa Lindows.com, que até agora vem se baseando no Marketing para atrair investidores e espaço na mídia e teremos em mãos uma bomba relógio.

Provavelmente a versão final rodará apenas o Office e mais alguns aplicativos importantes e terá vários bugs e as conhecidas brechas de segurança, frutos da pressa em colocar o sistema nas lojas e fazer caixa e deixar para terminar de corrigir os problemas depois.

Sinceramente, apesar dos problemas o Windows cumpre bem o seu papel e, com um antivírus atualizado e um bom firewall o usuário pode ficar razoavelmente seguro. O Windows XP também resolveu a maior parte dos problemas de estabilidade do Windows 95/98/ME. Se o objetivo é rodar o Office e os demais programas Windows, por que os usuários trocariam o porto seguro do Windows por um sistema com tantos problemas?

Na minha opinião, a possibilidade de rodar programas Windows com a ajuda do Wine deve ser vista como um extra, uma forma de rodar algum aplicativo que não tenha um similar. O Linux tem vários excelentes programas e eles são a verdadeira força do sistema. Além do mais, o melhor lugar para rodar o Office e o IE será sempre o próprio Windows! Nem a vantagem da redução de custos com software pode ser aplicada ao Lindows, já que para rodar o Office ou o Photoshop você precisará comprar o software de qualquer maneira. O próprio Lindows custa seus 99 dólares, que corresponde à metade do preço do Windows XP Home e com certeza os usuários acabarão tendo mais problemas e consequentemente gastando mais com suporte, principalmente no caso das empresas.

Enfim, eu duvido que o Lindows chegue a fazer sucesso. Ele também não ajudará na popularização do Linux nem dos programas open Source, pelo contrário, a menos que realmente consigam fazer um excelente trabalho, os problemas do Lindows prejudicarão a imagem do Linux perante muitos usuários.

Mas, uma coisa positiva que vejo no Lindows é que de uma forma ou de outra os avanços acabarão sendo implantados no Wine, o que beneficiará também outras distribuições Linux.

Se você tiver o Linux instalado e quiser experimentar o Wine, baixe o Code Weavers Wine no: http://www.codeweavers.com/technology/wine/download.php , para instala-lo basta clicar sobre o arquivo, ou usar o comando "rpm -i codeweavers-wine-20011108-5.i386.rpm" no terminal (logado como root). Depois de instalado, use o comando "winesetup" (ainda logado como root) para abrir o programa de configuração. Lembre-se que você só conseguirá rodar um número significativo de programas se tiver o Windows instalado em outra partição do HD. Os executáveis do Windows aparecem com um ícone de taça de vinho, basta clicar para executa-los.