:. Indique este site a um amigo
Responsável:
:. Novo na área? Leia: Hardware, Redes e Linux para iniciantes


Seções Artigos


HOME
    :.  Artigos
    :.  Tutoriais
    :.  Dicas Linux
    :.  FAQ

Livros
    :.  Entendendo e Dominando o Linux
    :.  Kurumin: Desvendando seus segredos
    :.  Dicionario de termos técnicos

    :.  Notícias
    :.  Overclock
    :.  Análises

Publicações
    :.  cd GDH
    :.  cds Mandrake
    :.  cds do Linux
    :.  E-Books
    :.  Cursos Presenciais

Kurumin Linux
    :.  Manual
    :.  FAQ
    :.  Dicas
    :.  Change-log
    :.  Forum
    :.  Download

Outros
    :.  Fórum
    :.  Humor
    :.  Palm
    :.  Quiz
    :.  Cursos online
        :.  Hardware
        :.  Redes
        :.  Gravação de cds
        :.  Notebooks
        :.  Setup


Pesquisar no site:

Cursos Linux
com Carlos E. Morimoto:

Em Porto Alegre:
Curso Entendendo e Dominando o Linux, 48 horas/aula:

Turma 1 - de 30/08 a 23/09, com aulas de Segunda à Quinta, das 18:30 às 21:30.
Turma 2 - (intensivo): de 27/09 a 09/10, com aulas de Segunda à Sexta, das 14:00 às 18:00 e aos Sábados das 09:00 às 13:00.
Turma 3 - de 09/10 a 13/11, com aulas às terças e quintas, das 19:15 às 22:30 e sábados, das 10:00 às 18:00.

Clique aqui para ver mais informações sobre os cursos


Invista em
conhecimento:
:.cd-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.2 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 cds por R$ 26,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
- Dicionário Técnico de Informática 3ed.
- Entendendo e Dominando o Linux 6ed.
- Manual de Hardware Completo 3ed.
- Redes 3ed
- Upgrade e Manutenção
- Novas tecnologias 3ed.
Todos os e-books por
R$ 8,00

Download livre, pegue só depois de baixar.

:. cds do Linux:
Kurumin+Kokar R$ 15,00
Debian 3.0 rc02 R$ 40,00
Knoppix3.3 R$ 10,00
Slackware 9.1 R$ 14,00
Red Hat 9 R$ 20,00
DemoLinux R$ 10,00
Peanut R$ 10,00
FreeBSD R$ 20,00
NetBSD R$ 20,00
Libranet R$ 10,00
Definity R$ 10,00
E outras distribuições

 


:. Configurando teclados especiais no Linux.

 Por Carlos E. Morimoto
 http://www.guiadohardware.net
 09/10/2002


Quase todos os teclados de micros de grife, sem falar naqueles teclados da Logitec, Microsoft, etc. que custam uma fortuna, vêm cheios de teclas especiais podem facilitar muito a vida do usuário oferecendo acesso às funções mais usadas.

No Linux, você pode ativar estas teclas especiais e atribuir a elas funções diversas, deste abrir aplicativos até aumentar ou diminuir o volume do som. Para isto, vasta utilizar mais um utilitáriozinho, o Lineak (indicado pelo amigo roschel, do fórum).

A página oficial é: http://lineak.sourceforge.net

No site estão disponíveis três pacotes, o lineakd é o daemon que fica residente na memória, monitorando as teclas especiais do teclado. Ele consome um mínimo de recursos do sistema. Para você ter uma idéia, o pacote em rpm tem apenas 50 KB, muito menor do que os programas necessários para ativar as funções especiais dos teclados no Windows.

O segundo pacote, o lineakconfig (um pouco maior) é o configurador gráfico, também necessário a menos que você pretenda editar o arquivo de configuração manualmente. Por fim, o Klineakconfig é uma versão baseada na biblioteca do KDE. Os dois pacotes têm exatamente as mesmas funções, a única diferença é a biblioteca gráfica usada. Você escolhe qual usar, realmente tanto faz.

Além dos pacotes RPM estão disponíveis também os pacotes .deb (para o Debian) e .tar.gz, que devem ser utilizados caso você esteja utilizando o Slackware ou outra distribuição que não suporte pacotes em RPM.

No caso dos pacotes RPM basta baixar e clicar sobre eles no gerenciador de arquivos para instalá-los. No Mandrake você pode utilizar também o comando "urpmi pacote.rpm". Os pacotes .tar.gz precisam ser compilados, seguindo o procedimento usual de descompatar o pacote, acessar a pasta que será criada e rodar os comandos ./configure, make e make install.

Depois de baixar e instalar tanto o daemon quanto o configurador, chegou a hora de ativá-los.

Para ativar o lineakd, chame-o através do comando "lineakd -c MIK". Isto abrirá o daemon e criará um arquivo de configuração padrão. O comando deve ser dado com o seu login de usuário e não como root. Para que ele inicie automaticamente, abra (ou crie caso não exista) o arquivo .xinitrc dentro do seu diretório de usuário e acrescente a linha "/usr/local/bin/lineakd -b". Naturalmente você também pode simplesmente iniciar o daemon manualmente, através do mesmo comando.

Se você utiliza o KDE, será preciso ainda incluir um atalho para o .xinitrc dentro da pasta .kde/Autostart, também dentro do seu diretório de usuário. Todos os atalhos para aplicativos colocados dentro desta pasta são inicializados automaticamente junto com o KDE, é algo semelhante à pasta "iniciar" do Windows. Abra o Konqueror, acesse a pasta e clique com o botão direito em Create New > Link to Application. Inclua o comando "/usr/local/bin/lineakd -b" na aba "execute" e tudo pronto. Reinicie o KDE para testar se está tudo ok.

Feito isto, chame o lineakconfig ou klineakconfig e escolha o seu modelo de teclado. Os modelos disponíveis estão divididos por fabricante, com direito a fotos. É bem fácil encontrar o modelo correto.

>Depois disso vem a parte divertida, que é dar função para as teclas. Você pode tanto atribuir comandos para os aplicativos mais usados (clique sobre as propriedades do atalho do programa e cole o comando que é executado na linha de configuração da tecla) ou atribuir uma das funções especiais, que incluem aumentar ou diminuir o volume do som, ejetar o CD-ROM, etc.

Por exemplo, para configurar a tecla "calcular" do meu teclado para abrir o StarCalc carregando automaticamente a minha planilha de controle de despesas, atribuí a ela o comando "scalc /home/morimoto/Planilha.sxc".

Caso o seu teclado não esteja na lista, você tem basicamente duas opções. A primeira (e mais rápida) é escolher um teclado com várias funções, como o Compaq Internet Keyboard (18 teclas especiais), atribuir uma função qualquer para todas as teclas e ver quais das teclas do seu teclado equivalem às teclas no programa.

Para configurar os teclados "genéricos", aqueles que só possuem as três teclas de acordar, dormir e hibernar, escolha o layout "Other > Yahoo Internet Keyboard (16 keys)" e utilize as três últimas teclas "power","sleep" e "wake". Você pode, por exemplo, configurar uma para aumentar, outra para diminuir o som e a terceira para ejetar o CD-ROM, assim já terá um teclado "multimídia".

A segunda opção é seguir as instruções do texto "How to get your keyboard supported?" disponível na página de documentação do Lineak que ensina a capturar os códigos das teclas e criar um novo layout de teclado baseado nelas. Caso opte por esta opção, não deixe de enviar o layout criado, junto com uma foto do seu teclado para que o autor possa incluir suporte a ele na próxima versão do programa.


Para finalizar com chave de ouro, você pode dar função também para as duas teclas Windows e a tecla de menu (aquelas do lado da tecla de espaço), encontradas em todos os teclados recentes, mas que por default não têm função no Linux. Você pode dar a elas a função de qualquer outra tecla do teclado. No meu caso como escrevo muita coisa em html, configurei as três teclas como aspas, maior e menor (" < >) que são justamente as teclas mais usadas nas tags html, mas que por coincidência ficam nos locais mais complicados do teclado.

Para isso, é preciso criar (ou alterar) o arquivo ".xmodmap", dentro do seu diretório de usuário. Aqui vão as funções para as teclas. No meu caso o arquivo ficou assim:

keycode 115=quotedbl
keycode 116=less
keycode 117=greater

Você pode substituir o quotedbl ("), less (<) e o greater (>) por outras teclas. Aqui está uma pequena lista (note que os nomes são case sensitive):

    Sinal de menos: minus
    Sinal de igual: equal
    Underline: underscore
    BackSpace: BackSpace
    Tecla tab: Tab
    Cedilha: Ccedilla
    Tecla Enter: Return
    Barra invertida: backslash
    Barra comum: slash
    Interrogação: question
    Barra de espaço: space
    Esc: Escape

Depois de salvar o arquivo com a sua configuração, use o comando "xmodmap ~/.xmodmap" para ativar a mudança. Teste as teclas e, se tudo estiver ok, edite o arquivo .xsession ou .xinitrc incluindo o comando para que ele seja executado automaticamente sempre que abrir o X. O xmodmap pode ser usado para trocar a função de qualquer tecla, uma pesquisa rápida sobre ele no google vai revelar bastante informação neste sentido.

Divirta-se com o seu "novo" teclado :-)




:. Imprima este Texto

:. Faça Download deste texto completo

Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro de revisão no texto?
Escreva para mim:



  © 1999 - 2004 :. Todos os direitos reservados :.
Melhor visualizado em qualquer browser. Você escolhe o que usar, não nós :-)
"The box said: Requires MS Windows or better, so I instaled Linux"