:. Indique este site a um amigo...
 3263165 visitas desde 28/02/1999  |  Responsável: Carlos E. Morimoto
 :. Novo na área?! Leia nosso tutorial: Hardware para Iniciantes

Seções

Artigos :. Legacy Free

Relacionados

+ HOME
   :. Análises
   :. Artigos
   :. Cursos Online
       :. Hardware
       :. Redes
       :. Linux (foca)
       :. Gravação CDs
       :. Notebooks
       :. Setup
   :. Livros
      
:. Entendendo e
    Dominando o Linux 4.Ed
   :. Arquivo DDD
   :. Dicionário
   :. FAQ
   :. Notícias
   :. Dicas Linux
   :. Overclock
   :. Tutoriais

+ Publicações
   :. CD GDH
   :. CDs Mandrake
   :. CDs do Linux
   :. E-Books

+ Kurumin Linux

+ Outros
   :. Fórum
   :. Humor
   :. Palm
   :. Quiz

+ Pesquisar no site:

+ Expediente

+ Comente esta
   Matéria

Dúvidas sobre
Linux?
Baixe o E-book
Entendendo e Dominando o Linux
de Carlos E. Morimoto
ou increva-se no
Curso de Linux
em SP


Invista em
conhecimento:
:.CD-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.0 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 CDs por R$ 24,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
Manual de Hardware Completo 3ed.
Redes 3ed
Upgrade e Manutenção
Novas tecnologias 3Ed
Entendendo e Dominando o Linux
Dicionário Técnico de Informática. R$ 8,00

:. CDs do Linux:
Slackware 8.1 R$ 8,00
Red Hat 8.0 R$ 16,00
DemoLinux 3.0 R$ 8,00
Knoppix R$ 8,00
Peanut 9.1 R$ 8,00
FreeBSD R$ 20,00
NetBSD R$ 16,00
Libranet R$ 8,00
Debian 3.0 R$ 35,00
Definity R$ 8,00
E outras distribuições

 

Dicas do dia : Receba as atualizações do Guia do Hardware todos os dias, direto no seu e-mail. Clique aqui para se inscrever.
 

Data:

19.11.2001

 :. Em Reformulação!
Tipo: Informações
Fabricante: Não se Aplica
Fonte: - x -
     

 

   Intel apresenta placa Legacy Free

Depois desta podemos começar a acusar a Intel de latrocínio de portas seriais e extermínio de drives de disquetes :-)

A Intel demonstrou durante a Comdex Americana uma placa de referência totalmente legacy free. Como já havia comentado antes, a Intel pretende convencer os fabricantes a deixar de incluir interfaces seriais e drives de disquetes até a metade de 2002 e pouco depois substituir as interfaces IDE por interfaces Serial ATA e eliminar de vez também as portas paralelas, PS/2 e até mesmo o antigo conector do teclado. A idéia é que tanto o mouse quanto o teclado sejam USB.

A placa de referência mostra que a Intel já conseguiu resolver os problemas potenciais e permite que os demais fabricantes possam produzir produtos semelhantes sem grandes custos de desenvolvimento.

A idéia por traz da iniciativa da Intel é substituir padrões antigos, que ninguém mais paga para utilizar, por padrões novos e lucrativos para a Intel e outros parceiros, que poderão ganhar ou através do pagamento de royalties ou através da venda de controladores e outros componentes.

A placa de referência têm nada menos que 11 portas USB 2.0, que mantém a compatibilidade com os periféricos USB atuais mas são bem mais rápidas: 400 megabits (ou 50 megabytes), contra os 12 megabits do USB atual. Naturalmente apenas os novos periféricos vão se beneficiar da maior velocidade, mas isso abre espaço para o uso de gravadores de CD, HDs externos, câmeras digitais, etc. que não terão mais seu desempenho limitado à velocidade da interface.
Os conectores USB substituem tanto as portas seriais, quanto a porta paralela e o conector do teclado.

Nem mesmo as velhas interfaces IDE sobreviveram. Foram substituídas por interfaces serial ATA, que além de mais rápidas (150 MB/s) utilizam conectores muito menores, quase do tamanho do conector para o cabo analógico do CD-ROM. Os cabos também são muito finos, pois são compostos por apenas 4 cabos. De início, as placas virão com adaptadores para permitir a conexão dos HDs e CD-ROMs IDE que usamos atualmente. Mas, conforme os novos periféricos forem adotado o novo padrão isto tende a diminuir.

Foram incluídas também interfaces Fireware para a conexão com câmeras de vídeo digitais, que vêm se tornando cada vez mais populares.

Mas, provavelmente a novidade mais interessante são as interfaces de rede sem fio integradas na placa. Temos um transmissor bluetooth e um riser para a conexão de uma placa IEEE 802.11b. Se a moda realmente pegar, será um passo definitivo para a popularização das redes domésticas. Não será mais necessário comprar placas de rede nem passar fios pela casa, apenas habilitar os transmissores que já virão na placa mãe. Dá até para compartilhar a conexão, trocar arquivos e jogar via rede com os vizinhos (principalmente para quem mora em apartamento) já que os 15 metros mínimos de alcance dos pontos de acesso 802.11b são suficientes para pegar pelo menos dois ou três andares.

O drive de disquetes foi outra vítima da lei marcial. A idéia é que todos os PCs venham com um gravador de CDs e a opção de dar boot pelo CD-ROM habilitada por default. Não será mais necessário usar disquetes de boot, já que isso poderá ser feito pelo gravador e será fácil transportar arquivos. Na verdade já era hora, pois atualmente não existe mais nada que um drive de disquetes possa fazer que um gravador de CD não possa. Com um programa de packet writing é possível até mesmo arrastar os arquivos diretamente pelo Windows Explorer e deletar arquivos. Além disso, hoje em dia um CD virgem já custa quase o mesmo que um disquete.
Ao deixar de incluir o drive de disquetes, os integradores economizarão cerca de 30 reais, que ajudarão a pagar o gravador. De qualquer forma, existirá a opção de utilizar um drive de disquetes USB, só esperamos que não sejam tão caros quanto os para o iMac :-)

No que depender da Intel, as novas placas serão padrão apartir da segunda metade de 2002. Mas, resta ainda saber qual vai ser a reação do mercado. Seis meses é um período muito curto para tantos padrões diferentes atingirem um preço competitivo e ninguém gosta de ter de aposentar seus periféricos antigos ou ficar correndo atrás de adaptadores.

Creio que realmente é uma questão de tempo até as interfaces de legado desaparecerem, mas pode demorar um pouco mais do que a Intel está planejando.


Carlos E. Morimoto

Versão para imprimir

 

© 1999 - 2002 :. Todos os direitos reservados :. Carlos E. Morimoto
Melhor visualizado em qualquer browser. Você escolhe o que usar, não nós :-)