:. Indique este site a um amigo...
 3073339 visitas desde 28/02/1999  |  Responsável: Carlos E. Morimoto
 :. Novo na área?! Leia nosso tutorial: Hardware para Iniciantes

Seções
Colunas :. Papo Aberto
Relacionados

+ HOME
   :. Análises
   :. Artigos
   :. Cursos Online
       :. Hardware
       :. Redes
       :. Linux (foca)
       :. Gravação CDs
       :. Notebooks
       :. Setup
   :. Livros
      
:. Entendendo e
    Dominando o Linux 4.Ed
   :. Arquivo DDD
   :. Dicionário
   :. FAQ
   :. Notícias
   :. Dicas Linux
   :. Overclock
   :. Tutoriais

+ Publicações
   :. CD GDH
   :. CDs Mandrake
   :. CDs do Linux
   :. E-Books

+ Outros
   :. Fórum
   :. Humor
   :. Palm
   :. Quiz

+ Pesquisar no site:

+ Expediente

+ Doações

+ Comente esta
   Matéria

Dúvidas sobre
Linux?
Baixe o E-book
Entendendo e Dominando o Linux
de Carlos E. Morimoto
ou increva-se no
Curso de Linux
em SP


Invista em
conhecimento:
:.CD-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.0 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 CDs por R$ 24,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
Manual de Hardware Completo 3ed.
Redes 3ed
Upgrade e Manutenção
Novas tecnologias 3Ed
Entendendo e Dominando o Linux
Dicionário Técnico de Informática. R$ 8,00

:. CDs do Linux:
Slackware 8.1 R$ 8,00
Red Hat 8.0 R$ 16,00
DemoLinux 3.0 R$ 8,00
Knoppix R$ 8,00
Peanut 9.1 R$ 8,00
FreeBSD 4.5 R$ 20,00
NetBSD 4.5 R$ 16,00
Libranet R$ 8,00
Debian 3.0 R$ 35,00
Definity R$ 8,00
E outros...

 

Dicas do dia : Receba as atualizações do Guia do Hardware todos os dias, direto no seu e-mail. Clique aqui para se inscrever.
 

Data: 22.02.2001  :. Em Reformulação!
Assunto: Domesticando as Máquinas
Por: Kleber Credidio
Contato:

 

   Domesticando as Máquinas

Jorginho estava em seu quarto naquele fim de semana, defronte a seu PC de
última geração onde jogava freneticamente, enfrentando o chefão final,
quando de repente... *puf!* A tela se apaga.

Roberto amargava em seu escritório, digitando o relatório final do mês (que
já estava pra lá de atrasado) para entregar a seu diretor. Estava já no
final... e lá vem a "famosa" tela "Seu programa efetuou uma operação ilegal
e será finalizado". Todas as 34 páginas perdidas...

Lígia acabava de terminar a homepage que lhe havia sido encomendada.
Satisfeita com seu trabalho, resolve testar a página sem se lembrar de
salvar as modificações, nas quais trabalhara por mais de duas horas.
Depara-se com uma tela azul: "General Protection Failure". Desesperada,
tenta de todos os modos retornar ao trabalho para salvá-lo... nada. Sistema
paralisado. Nem CTRL+ALT+DEL resolve.

O que Jorginho, Roberto e Lígia têm em comum? Um baita tempo perdido,
paciência esgotada, frustração e possivelmente uma tentação quase
irresistível de arremessarem seus equipamentos contra a parede... ;-P

Casos como os acima são praticamente cotidianos para qualquer usuário. Quem
já não passou por isso? Até mesmo o Linux, um sistema reconhecidamente mais
estável que os Windows, está sujeito a falhas e já deixou muita gente na mão
também. E então, vem a pergunta: "Por que isto acontece?"

As respostas são inúmeras, e mais variadas possíveis. Na coluna de hoje, vou
discorrer sobre algumas das causas desta tortura a que somos freqüentemente
submetidos:

Um motivo constante de travamentos é hardware mal configurado ou defeituoso.
Os vendedores habituais de computadores não se preocupam em configurar o
computador para obter o melhor desempenho (leia-se melhor combinação de
velocidade x estabilidade), e não raro vendem peças defeituosas. Pentes de
memória e discos rígidos são os mais comuns - "técnicos" e vendedores pegam
nos pentes de memória sem antes descarregar a eletricidade estática de seu
corpo e as manuseiam sem o menor cuidado; e discos rígidos que são tratados
como blocos de concreto ao serem transportados e manuseados têm sua vida
reduzida drasticamente - isto, claro, se sobreviverem à tormenta de maus
cuidados a que são submetidos. As placas mãe também não escapam: já vi
muitos "técnicos" montarem micros sem a menor preocupação com a estática,
umidade e cuidado.

Isso tudo, aliado à qualidade inferior de muitas peças que são colocadas no
mercado, fazem com que o usuário passe por verdadeiros maus bocados. Um
exemplo clássico é o das placas mãe da PC-Chips, reconhecidamente baratas mas
de qualidade sofrível, principalmente no quesito desempenho. É o preço a se
pagar por ter algo barato - claro, para quem não tem condições de adquirir
um equipamento de primeira, às vezes é melhor do que nada. Mas deve-se estar
ciente dos contras.

Além disso, não basta ter um micro "top de linha" se ele não estiver
devidamente ajustado, configurado. Os principais ajustes devem ser
verificados no SETUP do micro, sempre seguindo as orientações do manual dos
fabricantes (e acompanhando as dicas do Guia do Hardware, hehehe).
Configurações erradas no SETUP podem levar à perda de desempenho e
principalmente a travamentos constantes. Não podemos esquecer de que drivers
de dispositivos atualizados e ajustes "finos" no sistema operacional (seja
Windows, Linux ou qualquer outro) podem melhorar o desempenho e estabilidade
geral do sistema.

Um outro ponto a ser observado é o dos sistemas operacionais. Nenhum
software, por mais aperfeiçoado que seja, está livre de bugs.
Considerando-se que a parte de hardware está perfeita, o próprio sistema
operacional pode nos pregar peças - seja pelo uso de um bug interno do
sistema, seja por um software de terceiros, como um driver. Houve um caso de
um cliente meu cujo micro simplesmente congelava após aproximados 15 minutos
de uso. Depois de horas de investigações, fui descobrir que o responsável
era o antivírus que conflitava com o driver da placa de vídeo. Absurdo?
Pode parecer. Mas acontece. Em outro caso, o micro travava constantemente,
mesmo depois de uma instalação "limpa" do Windows 98. Problema: fonte
defeituosa.

Há alguns procedimentos para se aliviar certas situações. Por exemplo, é
comum, quando aparece aquela tela de "Seu programa executou uma operação
ilegal e será finalizado" aparecer também o botão "Detalhes". Muita gente
não dá a mínima para este botão, mas é aí que pode-se encontrar a solução
para o problema. Entre os códigos indecifráveis por nós, usuários mortais,
está o nome de um módulo. Este módulo é o causador de problemas. Por
exemplo, uma falha no módulo GDI.EXE significa que há problemas com sua
interface gráfica: pode estar com a memória de vídeo sobrecarregada, driver
inadequado ou simplesmente uma falha boba no sistema que uma reinicializarão
resolverá. Erros no módulo KRNL386 já são mais sérios: algo está errado com
o núcleo (kernel) do Windows. Dependendo do caso e da insistência do erro,
pode ser necessária até uma reinstalação completa, com direito a formatação.

Um outro procedimento saudável é fazer um backup do sistema com freqüência,
principalmente antes de instalar algum programa. No Windows Millennium,
temos a "Restauração do Sistema", onde é possível salvar o estado do sistema
atual e recuperá-lo depois, caso algo dê errado. Outro, ainda, é bem
simples: manter a calma. Quando o sistema "trava", as chances de seu arquivo
ter sido previamente gravado pelo próprio software são razoáveis. Uma boa
busca pela pasta "Temp" do Windows com base na hora e data do arquivo em que
se estava trabalhando também é uma boa saída. Sem esquecer, claro, de salvar
constantemente seu trabalho para evitar desastres.

Enfim, são muitas coisas que podem causar problemas, e outras tantas que
podem resolvê-los... uma parte depende de nós mesmos, outra não. No tocante
à nossa parte, a melhor opção é manter a calma e procurar uma solução.
Principalmente quando dá aquela vontade irresistível de atirar o computador
pela janela (se isto acontecer, pense no quanto irá gastar em um computador
novo e na sujeira que ficará na calçada... ;o)

Até a próxima!!

Kleber Credidio.

 

© 1999 - 2002 :. Todos os direitos reservados :. Carlos E. Morimoto
Melhor visualizado em qualquer browser. Você escolhe o que usar, não nós :-)