Guia do Hardware.Net
Impresso em: 22/1/2003, 00:53:38
Impresso de: http://www.guiadohardware.net/colunas/papo_aberto/11-backup.asp

Colunas :. Papo Aberto

+ HOME
   :. Análises
   :. Artigos
   :. Cursos Online
       :. Hardware
       :. Redes
       :. Linux (foca)
       :. Gravação CDs
       :. Notebooks
       :. Setup
   :. Livros
      
:. Entendendo e
    Dominando o Linux 4.Ed
   :. Arquivo DDD
   :. Dicionário
   :. FAQ
   :. Notícias
   :. Dicas Linux
   :. Overclock
   :. Tutoriais

+ Publicações
   :. CD GDH
   :. CDs Mandrake
   :. CDs do Linux
   :. E-Books

+ Outros
   :. Fórum
   :. Humor
   :. Palm
   :. Quiz

+ Pesquisar no site:

+ Expediente

+ Comente esta
   Matéria

Dúvidas sobre
Linux?
Baixe o E-book
Entendendo e Dominando o Linux
de Carlos E. Morimoto
ou increva-se no
Curso de Linux
em SP


Invista em
conhecimento:
:.CD-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.0 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 CDs por R$ 24,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
Manual de Hardware Completo 3ed.
Redes 3ed
Upgrade e Manutenção
Novas tecnologias 3Ed
Entendendo e Dominando o Linux
Dicionário Técnico de Informática. R$ 8,00

:. CDs do Linux:
Slackware 8.1 R$ 8,00
Red Hat 8.0 R$ 16,00
DemoLinux 3.0 R$ 8,00
Knoppix R$ 8,00
Peanut 9.1 R$ 8,00
FreeBSD R$ 20,00
NetBSD R$ 16,00
Libranet R$ 8,00
Debian 3.0 R$ 35,00
Definity R$ 8,00
E outras distribuições

 

Dicas do dia : Receba as atualizações do Guia do Hardware todos os dias, direto no seu e-mail. Clique aqui para se inscrever.
 

Data: 22.05.2001
Assunto: Fazendo backup dos arquivos importantes do sistema
Por: Kleber Credidio
Contato:

 

 Fazendo backup dos arquivos importantes do sistema

Olá, caros leitores!

Como prometido, na Papo Aberto desta semana vou dar dicas de backup do Windows. Muitas pessoas se preocupam com seus dados, mas por vezes não sabem como garantir uma cópia caso um desastre aconteça. Seguindo estas dicas, as chances de se perder semanas, meses a fio de trabalho serão bastante reduzidas ou até mesmo anuladas. A segurança de seus dados é importante? Ótimo! Leia e aprenda como garanti-los! ;-)

Vale observar que devido a forças alheias à minha vontade, não tenho como garantir o perfeito funcionamento de todas elas; isto pode variar diante de certas circunstâncias ou diferenças de versões. Mesmo assim, se não estiver exatamente como no caso de cada um, pode-se ter indícios de qual será o caminho a ser percorrido.

Boa leitura!


:. Fazendo backup dos arquivos importantes do sistema

Qualquer usuário de Windows sabe que, com o tempo, o sistema tende a se defasar, tornando-se lento e instável. Assim, de tempos em tempos torna-se necessária uma reinstalação completa; mas para isso é necessário efetuar o backup dos dados. Vem então a grande dúvida: O que deve-se salvaguardar? Onde estão meus contatos do ICQ? Como fazer backup do Outlook? Vou perder meus Favoritos? Como faço backup dos dados importantes? Nesta edição da Papo Aberto vamos aprender onde o Windows armazena nossos arquivos e como mantê-los sãos e salvos.


1) Ferramentas de Backup

Existem no mercado vários softwares específicos para backup: Nova Backup, Take Two, etc., cada um com seus prós e contras. Para o usuário comum, recomendo particularmente o Symantec Ghost (http://www.symantec.com/sabu/ghost/ghost_personal/), é simples de usar, rápido e seguro, e o backup pode ser efetuado diretamente em CDs (caso você tenha um drive CD-R). Funciona assim: o Ghost cria uma "imagem" de seu disco rígido ou da partição desejada em um único arquivo, seguindo mais ou menos a mesma lógica de um arquivo ZIP. O recomendável é ter pelo menos duas partições no disco rígido (uma para uso comum e outra para backup dos dados). Se você precisar fazer um backup da partição atual com o Ghost, por exemplo, precisará gravar o arquivo de imagem em uma partição diferente. Caso tenha uma única partição, pode resolver este problema de dois modos:

a) Instalando um segundo HD para o backup; ou
b) Criando uma nova partição no disco rígido. Algumas ferramentas, como o Powerquest Partition Magic (http://www.powerquest.com/partitionmagic/), permitem particionar o disco rígido sem formatá-lo (ou seja, sem perda de dados).

Outra opção, caso haja o recurso, é fazer o backup em CDs ou ZIP/JAZ disks, ou mesmo em fitas DAT.


2) Pasta "Meus Documentos"

A pasta "Meus Documentos" armazena, por padrão, todos seus arquivos criados pelos programas da suíte Microsoft Office (Word, Excel, Powerpoint, Access). Por uma questão de organização, procure centrar-se nela: armazene tudo o que for de importante nesta pasta. Assim, quando surgir a necessidade de um backup, você saberá que a maioria dos arquivos que lhe são importantes estarão lá.

3) ICQ e comunicadores instantâneos

As versões 2000 do ICQ (independentemente do build) armazenam a lista de contatos e as preferências na sub-pasta 2000 ou 2000b. Basta copiar esta pasta para um local seguro e, depois de reinstalado o ICQ, substituir a que foi criada. A maioria dos comunicadores instantâneos, exceto o ICQ (Yahoo Messenger, MSN Messenger, Odigo, etc.) não armazenam a lista de contatos no micro, e sim no servidor, de modo que cada vez que o programa é inicializado a lista seja descarregada. Neste caso, não é necessário preocupar-se.

Outra opção para fazer o backup de seus dados do ICQ é o freeware QCI 2000, que pode ser baixado em http://download.cnet.com/downloads/0-10094-100-909438.html.

4) Outlook 97 e 2000

A grande vantagem do Outlook em relação ao Outlook Express é a enorme facilidade e segurança no backup das informações: ele armazena tudo num único arquivo, com a extensão .PST (normalmente, o nome padrão é mailbox.pst). Este arquivo costuma ficar na pasta C:\Windows\Application Data\Microsoft\Outlook, juntamente com algumas preferências do programa. Copie esta pasta para um local seguro.

As contas e regras (filtros) podem ser exportadas facilmente. Para exportar as contas, basta clicar em Ferramentas > Contas > Exportar (faça uma vez para cada conta configurada no Outlook). Para exportar as regras, vá em Ferramentas > Assistente de Regras > Opções > Exportar. Posteriormente, basta seguir o mesmo caminho para importar as configurações.

Existe um software chamado Outback Plus (shareware, com direito a 15 dias de uso) que faz todo o backup do Outlook versões 97 e 2000. Pode ser baixado de http://www.ajsystems.com/obpdnload.html

5) Outlook Express

O Outlook Express (OE) é um pouco mais complicadinho neste ponto, já que seus arquivos ficam "espalhados" pelo HD. Mas nada para se apavorar: para descobrir onde suas mensagens estão armazenadas, basta clicar em Ferramentas > Opções > Manutenção > Pasta de Armazenamento. Pronto, já sabe onde estão suas mensagens do OE! Abra a pasta referida e copie-a para um local seguro.

Os contatos do OE ficam armazenados em um arquivo com a extensão .WAB, normalmente localizado em C:\Windows\Application Data\Microsoft\Address Book. Outra alternativa é usar um software de backup do Outlook Express. Existem vários, mas gosto particularmente do Express Assist 2000 (http://www.ajsystems.com/oexhome.html), do mesmo desenvolvedor do Outback Plus. Bastante simples e prático.

6) Favoritos

Os usuários do Internet Explorer têm seus bookmarks armazenados na pasta Favoritos, que fica em C:\Windows\Favoritos. O ideal é compactar esta pasta em um arquivo ZIP, mas antes de formatar o HD faça o teste para ver se o arquivo zipado não apresenta problemas. Se apresentar, refaça a operação.


7) Quais programas estavam instalados?

Um jeito simples de lembrar-se dos programas que estavam instalados antes da formatação é criar uma listinha das pastas contidas em "C:\Arquivos de Programas". Para isso, abra uma janela do DOS e digite no prompt:

cd arquiv~1 (para acessar a pasta Arquivos de Programas)
dir *.* > C:\progs.txt

Com isso, criamos um arquivo chamado progs.txt em C:\, contendo a lista dos diretórios criados na pasta Arquivos de Programas. Assim, fica fácil lembrar do que havia antes... ;-)


8) Fontes do sistema

Caso você trabalhe com editoração gráfica ou simplesmente deseja manter as fontes do sistema na nova instalação, faça backup também da pasta "Fonts" (normalmente, C:\Windows\Fonts). Posteriormente, basta copiá-la para a pasta Windows, sobrescrevendo arquivos já existentes. Suas fontes serão preservadas deste
modo.

9) Registro

Caso deseje por alguma razão fazer backup do Registro do Windows, é necessário primeiro permitir a visualização de alguns arquivos ocultos. Como isto pode variar de acordo com a versão do Windows, mostrarei o procedimento via DOS:

a) Abra uma janela do DOS;
b) Vá no diretório C:\Windows (ou o nome da pasta onde seu Windows está instalado);
c) digite: attrib -h user.dat e attrib -h system.dat . Isto fará com que os arquivos user.dat e system.dat tornem-se visíveis. Em seguida, copie-os
para um local seguro. Por último, oculte novamente os arquivos:
d) digite: attrib +h user.dat e attrib +h system.dat .

Em caso de pane do Registro, basta sobrescrever estes arquivos na pasta do Windows pelos que você tem. Observe que quaisquer alterações efetuadas no sistema após a cópia destes arquivos serão perdidas.

10) Sobreposição de arquivos

Esta é antiga, mas ainda útil: quando for sobrepor um arquivo, renomeie-o antes. Por exemplo, se for modificar seu arquivo autoexec.bat, renomeie-o para autoexec.old por exemplo. Assim, se as modificações não derem certo, bastará renomear o .OLD para .BAT e tudo voltará como antes. A extensão pode ser qualquer uma (as iniciais do seu nome, por exemplo), desde que não conflitem com já existentes e reconhecidas pelo sistema. Se você se chamar Daniel Oliveira Castro (nome fictício, qualquer semelhança com fatos reais será mera coincidência), não vá colocar uma extensão .DOC no arquivo (esta extensão é associada aos arquivos do MS-Word)... ;-)

NOTA: Estas dicas aplicam-se às versões 95, 98, 98SE e Millenium do Windows. Para o Windows NT/2000, são criadas pastas específicas para cada usuário com o nome de Profiles.

Claro, fora isso tudo ter bom senso é sempre fundamental. Checar os arquivos para ver se está tudo em ordem antes de prosseguir é uma boa. Testar mídias (disquetes, CDs, etc) por defeitos, idem. E, claro, não vamos fazer backup dos dados na partição que será formatada, não é? (por incrível que pareça, já vi isso...)

Abraços e até a próxima!!

Kleber Credidio

 

© 1999 - 2002 :. Todos os direitos reservados :. Guia do Hardware.Net
http://www.guiadohardware.net/