Guia do Hardware.Net
Impresso em: 7/3/2003, 05:28:12
Impresso de: http://www.guiadohardware.net/curso/gravacao-cds/index6.asp

Cursos OnLine :. Gravação de CDs

+ HOME
   :. Análises
   :. Artigos
   :. Cursos Online
       :. Hardware
       :. Redes
       :. Linux (foca)
       :. Gravação CDs
       :. Notebooks
       :. Setup
   :. Livros
      
:. Entendendo e
    Dominando o Linux 4.Ed
   :. Arquivo DDD
   :. Dicionário
   :. FAQ
   :. Notícias
   :. Dicas Linux
   :. Overclock
   :. Tutoriais

+ Publicações
   :. CD GDH
   :. CDs Mandrake
   :. CDs do Linux
   :. E-Books

+ Kurumin Linux

+ Outros
   :. Fórum
   :. Humor
   :. Palm
   :. Quiz

+ Pesquisar no site:

+ Expediente

+ Comente esta
   Matéria

Dúvidas sobre
Linux?
Baixe o E-book
Entendendo e Dominando o Linux
de Carlos E. Morimoto
ou increva-se no
Curso de Linux
em SP


Invista em
conhecimento:
:.CD-ROM Guia do Hardware: Todos os e-books e uma cópia off-line de todo o site por R$ 21,00
:.Linux Mandrake 9.0 GDH, com manual em Português e aplicativos. 4 CDs por R$ 24,00
:. E-Books de Carlos E. Morimoto:
Manual de Hardware Completo 3ed.
Redes 3ed
Upgrade e Manutenção
Novas tecnologias 3Ed
Entendendo e Dominando o Linux
Dicionário Técnico de Informática. R$ 8,00

:. CDs do Linux:
Slackware 8.1 R$ 8,00
Red Hat 8.0 R$ 16,00
DemoLinux 3.0 R$ 8,00
Knoppix R$ 8,00
Peanut 9.1 R$ 8,00
FreeBSD R$ 20,00
NetBSD R$ 16,00
Libranet R$ 8,00
Debian 3.0 R$ 35,00
Definity R$ 8,00
E outras distribuições

 

Dicas do dia : Receba as atualizações do Guia do Hardware todos os dias, direto no seu e-mail. Clique aqui para se inscrever.
 

Data: 07.12.2000
Tipo: Curso
Fabricante: Não se Aplica
Por: Carlos E. Morimoto

 

   Parte 6: Gravando CDs [parte 1]

Gravando CDs

Existem inúmeros programas de gravação de CDs, mas para não alongar muito, usarei aqui apenas o Easy CD Creator 3.5, que é um dos programas mais usados. Em outros programas a interface será diferente, mas as opções serão parecidas.

O Easy CD é capaz de reconhecer praticamente todos os gravadores de CD-ROM, bastando apenas no caso de gravadores SCSI que a placa SCSI esteja corretamente instalada. A mesma regra vale para outros programas de gravação. Salvo algum tipo de incompatibilidade entre o gravador e o programa, qualquer programa de gravação será capaz de reconhecer e utilizar o gravador, desde que ele esteja corretamente instalado.

Como o próprio nome sugere, o Easy CD Creator é um programa extremamente intuitivo e fácil de usar. Logo ao abrir o programa, você receberá uma mensagem de boas vindas, perguntando se deseja gravar um CD de dados ou um CD de música. Como já vimos, o formato de gravação de um CD de dados e outro de música é diferente, já que num CD de dados são necessários códigos de correção de erros.

 

Gravando CDs de dados

Escolhendo a opção de gravar um CD de dados, você deverá fornecer a localização dos arquivos ou pastas a serem gravados, basta selecionar o arquivo e clicar em "Add Now". Para selecionar vários arquivos basta usar a tecla Shift. Você poderá usar arquivos espalhados pelo HD, ou mesmo gravar arquivos direto de um leitor de CD-ROM que também esteja instalado em seu sistema. Usar arquivos espalhados pode causar problemas de buffer underrun, principalmente caso você esteja gravando a 4x. Neste caso, procure juntar todos os arquivos uma única pasta, desfragmentar o disco, e fazer a gravação a partir dela.

Clicando em "Next" Surgirá mais uma mensagem, desta vez perguntando se você deseja executar um teste de gravação antes de gravar os dados no CD. No teste de gravação são executadas todas as etapas da gravação, porém nenhum dado é gravado no disco, permitindo diagnosticar problemas de buffer underrun ou outros inconvenientes sem arriscar perder a mídia. Este teste tem a mesma duração da gravação, ou seja, de 15 minutos a uma hora, dependendo da velocidade escolhida.

Clicando novamente em "Next" surgirá mais uma caixa de mensagem, perguntando se você deseja iniciar a gravação imediatamente, ou se deseja configurar mais alguma coisa e deixar para gravar depois. Se esta é a primeira vez que você está usando o CD Creator, clique em "Create Later" para acertar algumas configurações antes de começar a gravação.

Na tela principal do programa, clicando em "File" e em seguida em "CD Layout Properties" você entrará em um menu de configurações, onde poderá escolher o nome do CD-ROM (o nome que aparecerá quando o CD for acessado através do Windows Explorer), o formato de gravação entre ISO9660 e Joliet, e a maneira como os dados serão gravados no disco.

O ISO9660 é um formato universal, uma espécie de html para CD-ROMs. Gravando seu CD neste formato, os dados poderão ser lidos em qualquer sistema operacional, como Mac OS, OS/2, UNIX, Linux e outros. Porém, neste formato, o nome dos arquivos é limitado a apenas 8 caracteres, com uma extensão de 3 caracteres, como no DOS.

Já no Joliet, os arquivos poderão conter até 63 caracteres, incluindo espaços e caracteres especiais. Se o CD-ROM for ser lido em máquinas rodando o Windows 95/98/NT/2000, escolha o Joliet, pois ele permite arquivos com nomes longos.

Nesta mesma janela, temos mais três opções relacionadas à formatação do CD a ser gravado. Escolhendo a opção "Preserve normal file ordering", os arquivos serão gravados no CD-R exatamente na mesma ordem que se encontravam no disco rígido ou CD-ROM. A opção "Re-order files to maximize disc creation speed" reorganiza a ordem dos arquivos de modo a permitir uma gravação um pouco mais rápida, sem que seja alterada a estrutura lógica do diretório. Por último, a opção "Re-order files to maximize usable disc space" serve para reorganizar os arquivos de modo usar o espaço do CD o mais racionalmente possível. Geralmente esta opção consegue liberar alguns Kbytes de espaço no CD.

Na prática não existe quase diferença entre estas três opções, nada de incompatibilidades ou ganhos significativos de espaço livre ou velocidade, escolha a opção que lhe parecer melhor.

Alguns programas de gravação como o Packet CD e o Direct CD 3.0, oferecem a opção de gravar os dados no CD de forma compaqtada. O algoritmo de compactação é semelhante ao utilizado pelo Duble Space do Windows, isto significa que a taxa de compressão depende do tipo de arquivos que for gravar. Gravando arquivos de texto, documentos do Word, executáveis imagens em BMP, etc. você terá um grande aumento no espaço útil do CD, porém gravam arquivos já compaqtados, imagens em JPEG, etc. o ganho será quase nenhum. Mas, infelizmente, o Easy CD Creator 3.x não suporta este recurso.

Na Guia "Audio Setings" você pode especificar o título do CD e o nome do artista, que serão exibidos quando o CD for tocado usando o CD Player do Windows por exemplo.

Voltando para a Janela principal do programa e entrando em "Tools" e "System Tests" você encontrará vários testes úteis para conhecer as taxas de transferência permitidas por seu HD e CD-ROM, determinar quais velocidades de gravação podem ser usadas com segurança.

Em "Transfer Rate" você poderá testar de forma independente todos os seus discos para determinar as velocidades de transferência permitidas por cada um. Caso além do gravador você possua um CD-ROM comum, você poderá gravar dados ou música diretamente a partir dele. Use o teste para saber quais são as taxas de transferência alcançadas.

Executando o teste em um micro com um HD IDE de 2,6 GB, obtive para o disco rígido, 1539 KB/s lendo arquivos pequenos e, 3072 KB/s lendo arquivos grandes, o que a princípio me permitiria gravar a até 4x sem problemas. O CD-ROM de CD-ROM 32x Cyberdrive já ficou bem atrás, conseguindo apenas 514 KB/s lendo arquivos pequenos e 682 KB/s lendo arquivos grandes. Caso fosse gravar a partir do CD-ROM, poderia gravar a 2x, mas gravando a 4x enfrentaria problemas de buffer underrun.

Outro teste para o CD-ROM é a velocidade de extração de áudio, que pode ser feito na guia "Audio Extraction". A extração digital de áudio permite extrair as faixas de um CD de música digitalmente através da porta IDE (ou SCSI). Nem todos os CD-ROMs possuem este recurso, que permite duplicar um CD de áudio gravando os dados diretamente do CD-ROM para o CD-R. Executando o teste, fui notificado que meu CD-ROM possui extração digital de áudio, e que a velocidade fica em 690 KB/s, o que me permitiria duplicar um CD de música a 4x com uma pequena margem de segurança.

O último teste, encontrado na guia "Recorder" serve para testar o seu gravador, descobrindo em quais velocidades (1x, 2x, 4x etc.) ele é capaz de gravar, fazendo também um breve teste de gravação em cada velocidade para detectar possíveis erros. Para executar este teste é preciso colocar um CD-R virgem no gravador, mas não se preocupe, pois nenhum dado será gravado no disco.

 

:. Próxima página »

 

 

© 1999 - 2002 :. Todos os direitos reservados :. Guia do Hardware.Net
http://www.guiadohardware.net/