Dica de hoje: Usando várias partições
Por Carlos E. Morimoto (http://www.guiadohardware.net)

        Dividir o disco rígido em várias partições traz algumas vantagens, como a possibilidade de instalar vários sistemas operacionais no mesmo disco e organizar melhor os arquivos gravados. Eu mesmo usava antigamente um disco de 2,6 GB, dividido em três partições. Como usava tanto o Windows 98 quanto o Windows NT, esta organização era bem útil, pois permitia usar uma partição para o Windows 98 e seus programas, outra para o Windows NT e reservar a última para guardar arquivos em geral. Chegou a existir até uma quarta partição, onde estava instalado o Linux, agora instalado em um HD à parte.
        Do ponto de vista do sistema operacional, cada partição é um rígido distinto, aparecendo inclusive com uma letra diferente, sendo uma partição completamente independente da outra.
        O uso de mais de uma partição traz também uma segurança um pouco maior. Usando duas partições (C e D), uma para o sistema operacional e os programas instalados, e outra para arquivos, por exemplo, você poderia até mesmo formatar a partição C destinada ao sistema operacional, que os seus arquivos continuariam intactos na partição D. Esta divisão traz também uma proteção maior contra a ação de vírus, pois, como muitos apagam apenas os dados da unidade C, seus arquivos estariam mais protegidos em uma unidade distinta.
        Você pode dividir seu disco em várias partições sem perder dados usando o Partition Magic da Power Quest. O FDISK encontrado nos discos de boot do Windows também faz isto, mas ao usá-lo você perderá todos os dados do disco.